Textual description of firstImageUrl

Mentira: 8 Dicas para Saber se Alguém está Mentindo para Você



60% das pessoas mentem durante uma conversa típica de 10 minutos. Aprenda a descobrir quando uma pessoa está mentindo.



Seja nos relacionamentos, nos negócios ou na vida cotidiana, as pessoas mentem para você o tempo todo. E você provavelmente também mente para eles! As pessoas mentem por muitas razões, inclusive para ganhar o respeito de alguém, para evitar as consequências de seus erros, para manipular as pessoas para fazer coisas que as beneficiam, para proteger os outros e às vezes até para serem educadas.

Praticamente todo mundo conta mentiras ocasionais, como balançar a cabeça em acordo, quando o chefe pergunta se seu novo corte de cabelo parece bom ou inventar uma desculpa para sair de uma tarefa desagradável. O psicólogo da Universidade de Massachusetts, Robert Feldman, estudou a mentira por mais de uma década, e sua pesquisa chegou a algumas conclusões surpreendentes. O mais chocante é que 60% das pessoas mentem durante uma conversa típica de 10 minutos e que têm em média de duas a três mentiras durante esse curto período de tempo.

Mas, enquanto as mentiras brancas são comuns e não são consideradas particularmente hediondas, se um relacionamento inteiro é baseado em mentiras, ou se alguém está roubando o crédito de suas conquistas no trabalho, você precisa saber. Felizmente, a maioria dos mentirosos dá pistas de conversação de que a pessoa comum pode detectar, se souber o que procura.

Se você suspeitar que alguém está mentindo para você, procure as seguintes principais pistas.



1. Linguagem corporal reveladora

Para a maioria das pessoas, mentir é difícil e desagradável, e não é possível esconder todos os sinais físicos. Especialistas em linguagem corporal identificaram muitas respostas involuntárias e comportamentos subconscientes e que indicam mentira. Embora as máquinas de polígrafo sejam capazes de detectar sinais físicos muito sutis, como suor, contração muscular e pressão arterial elevada, essas mudanças podem ser difíceis de perceber a olho nu. No entanto, existem alguns gestos reveladores comuns aos mentirosos que você pode ser capaz de perceber apenas observando alguém. Estes incluem inquietação ou balançar dos pés para aliviar a tensão; repetidamente buscando uma bebida ou cigarro para combater a boca seca e / ou nervos; tocando o rosto repetidamente. Toque facial indicativo de mentir pode incluir cobrir os olhos ou boca e / ou esfregar o nariz - de acordo com a especialista em linguagem corporal Carol Kinsey Goman, a adrenalina provocada pela mentira abre os capilares no nariz, fazendo-o coçar.



2. Contato visual incomum

Os seres humanos são notoriamente ruins em fazer contato visual enquanto estão mentindo, então a incapacidade de fazer contato visual pode ser uma grande “pista” que alguém está mentindo para você. No entanto, a noção de que os mentirosos evitam o contato visual é tão amplamente conhecida que muitas pessoas têm o cuidado de manter contato visual com a pessoa para quem está mentindo. Portanto, você deve observar se alguém faz muito contato visual ao dizer algo suspeito, mantendo o olhar por um tempo desconfortavelmente longo, pois isso também pode ser um sinal de mentira. De acordo com Goman, mentirosos também fazem o “olhar rápido”, imediatamente olhando para baixo durante ou depois da mentira, e depois olhando para você para ver se você acreditou.

Outra coisa que você pode ver nos olhos de um mentiroso são as pupilas dilatadas, uma ação involuntária que pode ser atribuída ao aumento da concentração e da tensão envolvidas no comportamento enganoso. Uma taxa de piscar anormal é outra - os mentirosos geralmente piscam mais devagar quando estão mentindo e piscam anormalmente rápido depois de contar a mentira, diz Goman.

3. Expressões faciais inconsistentes

Como é o caso da linguagem corporal e do contato visual, mesmo quando uma mentira sai da boca de alguém, seu corpo geralmente tem uma maneira de dizer a verdade. Em nenhum lugar é mais difícil esconder a verdade do que no rosto de alguém. Uma grande dica facial é o sorriso falso. A pessoa está zangada ou chateada porque você os pegou numa mentira, mas eles tentam sorrir para esconder esse fato e garantir que tudo está bem. Então, como você pode dizer se um sorriso é real ou falso? Mais uma vez, está nos olhos. Sorrisos genuínos e forçados realmente usam dois músculos faciais diferentes. O sorriso real e involuntário envolve o músculo orbicular do olho, que levanta as bochechas e faz os olhos enrugarem, enquanto um sorriso falso só contrai o músculo zigomático principal, que simplesmente eleva os cantos da boca e não afeta os olhos.

Microexpressões podem ser outro sinal de que alguém está tentando vender uma mentira. Ao longo de uma conversa, fazemos muitas microexpressões involuntárias - breves expressões de raiva, medo, felicidade, tristeza, nojo, surpresa e desprezo. Essas expressões podem ser difícil de pegar, às vezes durando apenas 1/25 de um segundo. Ao tentar determinar se alguém está mentindo, procure por expressões fugazes que contradigam declarações verbais, como a pessoa franzindo as sobrancelhas e dizendo que está feliz. [Leia mais em Como Interpretar Expressões Faciais e corporais]

4. Expressões verbais

Agora que já passamos pelos sinais físicos da mentira, vamos passar para as pistas verbais. Embora relacionadas à fala, as pistas verbais não necessariamente têm muito a ver com o conteúdo do que alguém está dizendo, mas, sim, estão relacionadas ao tom das construções de fala e linguagem. Como as pistas físicas, as sugestões verbais costumam ser involuntárias. Um exemplo é um aumento no pitch vocal. Este é um sinal de estresse, e os especialistas notam que esse fenômeno é mais provável de ocorrer quando alguém está mentindo do que quando está dizendo a verdade. O uso de frases como “para ser honesto” ou “para dizer a verdade” também é comum entre pessoas mentirosas que estão tentando (um pouco demais) convencê-lo de sua honestidade.



A cadência, ou ritmo, da fala de alguém é outra coisa para se ouvir quando se está medindo a veracidade da fala. Elas dão respostas curtas e de uma única palavra ? Elas fazem longas pausas para coletar seus pensamentos antes de responder a perguntas ou tentam ganhar tempo repetindo a pergunta ? Estes são todos os sinais de que a pessoa pode estar mentindo para você.

5. Agressividade

Quando alguém se depara com uma mentira suspeita, ou mesmo quando faz uma pergunta inocente, a pessoa que está sendo questionada frequentemente exibe uma atitude defensiva ou mesmo hostil. Elas podem até atacar você, acusando-o de mentir ou de alguma outra transgressão. Uma pessoa que está tentando enganá-lo pode evitar responder diretamente à pergunta que você fez e tentar direcionar a conversa para uma direção diferente, talvez para as falhas do acusador. Por exemplo, elas podem replicar com algo como: “Por que você questiona tudo o que eu faço? Você precisa trabalhar em seus problemas de confiança.”. Além de não cooperarem na resposta à sua pergunta, ao mentir, as pessoas tendem a agir de forma desagradável e negativa em geral. Segundo os psicólogos Bella M. DePaulo e Wendy L. Morris, autores de A Detecção de Mentiras em Contextos Forenses, os mentirosos tendem a fazer mais queixas e declarações negativas em comparação com os que falam a verdade, e frequentemente têm uma atitude hostil e desagradável.

6. Histórias não batem

Muitas vezes, a razão pela qual podemos suspeitar que alguém mentiu não é por causa de qualquer comportamento físico ou verbal que esteja exibindo, mas por causa do conteúdo de sua própria história. Às vezes, a história de alguém simplesmente não batem. Talvez contradiga o que outra pessoa confiável lhe disse, ou - como é frequentemente o caso - o mentiroso suspeito se contradiz. Em outros casos, a história da pessoa pode ser completamente implausível. Alternativamente, para evitar contradizer-se ou ter que criar uma mentira elaborada que pode faltar plausibilidade, o mentiroso muitas vezes conta uma história muito vaga que é desprovida de detalhes importantes.

Quer a história seja curta e vaga ou elaborada e contraditória, a melhor maneira de determinar se é fato ou ficção é fazer perguntas e pedir mais detalhes. Se, em resposta, a pessoa exibe qualquer um dos comportamentos mencionados acima que indicam mentira - faz longas pausas ao responder perguntas, fica irritada ou defensiva - então há uma boa chance de que sua história seja uma invenção, e nada mais.

7. Histórico de mentiras

Quando um juiz está sentenciando alguém por um crime e tentando determinar se a pessoa é genuína quando diz que vai considerar o ato e parar de cometer crimes, uma das principais coisas que leva em consideração é a história criminal do acusado. Assim, também, você deve considerar a história de alguém que você suspeita estar mentindo para você. Se ele mentiu para você antes, há uma chance muito forte de que ele esteja mentindo para você novamente. Em outras palavras, você precisa  considerar o caráter da pessoa.



Pode ser difícil avaliar objetivamente o caráter de alguém se você for próximo da pessoa e estiver profundamente envolvido no relacionamento, mas discutir o assunto com uma parte externa, de preferência alguém que conheça o mentiroso suspeito, pode ajudar a fornecer uma visão imparcial da pessoa, quando se trata de ser um mentiroso.

8. Instintos

Sociopatas e mentirosos qualificados que mentem com frequência são bons em não se entregar à linguagem corporal, e podem contar uma história tão boa que até mesmo um investigador treinado não seria capaz de encontrar uma falha nela. As pessoas que tomam certas drogas e indivíduos que realmente acreditam na mentira que estão contando também podem mentir sem exibir nenhum sinal disso. No entanto, você pode sentir que algo está errado. Talvez a sua amiga não seja "ela mesma" ou você tenha uma sensação estranha de que precisa se proteger de determinada pessoa, mesmo que ela seja exteriormente encantadora e genuína. Escute seu coração, porque provavelmente está lhe dizendo algo importante.

Infelizmente, muitas vezes ignoramos nossos instintos que nos dizem que alguém está mentindo e preferimos acreditar no mentiroso, ignorando quaisquer incoerências incômodas ou sentimentos ruins. Os psicólogos dizem que a principal razão para as pessoas se safarem por contar mentiras não é porque elas são particularmente hábeis em mentir, mas porque outras pessoas querem acreditar nelas. Então, talvez a melhor maneira de você descobrir melhor as mentiras dos outros é não mentir para si mesmo.



É importante lembrar, que antes de chegar a uma conclusão precipitada, que você deve analisar o conjunto e não pistas individuais. Uma pessoa pode tocar o nariz, não porque está mentindo, mas por estar resfriada, por exemplo. Então, antes de concluir, procure por mais pistas. Quanto mais sinais indicadores, maior a possibilidade de acerto.

E se você estiver interessado em aprender mais sobre o assunto, não deixe de adquirir meu e-book Aprendendo a Identificar Expressões Corporais e Faciais. Nesse trabalho, você vai aprender sobre diversos estudos nessa área e os conjuntos de sinais para descobrir se a outra pessoa está confiante, com medo, com raiva, paquerando ou mentindo. Para saber mais, clique AQUI.

Gostou? Receba as atualizações do Oráculo por e-mail:

Compartilhe no Google Plus


Sobre Luciana Costa

Blogueira, escritora, life coach e coach de relacionamentos. Autodidata aplicada, amo psicologia e filosofia. Gosto de aprender, gosto de ensinar, gosto de ajudar.