Estabilidade Emocional: 11 Fatores que Prejudicam


 

Manter a estabilidade emocional nem sempre é uma coisa fácil de se fazer. E se alguém não consegue manter  sempre, pode haver algumas questões que são a causa.


A estabilidade emocional é a capacidade de manter seu estado emocional em circunstâncias diferentes. Mas quantas pessoas podem dizer que permanecem calmas e felizes na maioria das situações? Muito poucas.

Suas emoções são governadas por reações químicas no cérebro. Vários fatores podem jogar sua estabilidade emocional no lixo, mas se alguém está perpetuamente ou muito eufórico, ou muito deprimido, ou muda rapidamente entre os dois, pode ser um sinal de algo a mais do que apenas ser altamente sensível.

11 fatores que determinam a estabilidade emocional


É difícil estar em um relacionamento com alguém que é emocionalmente instável, especialmente se ele não sabe disso. Tentar lidar com seu estado de espírito pode deixar você se sentir como se estivesse andando em ovos e sua vida em contínua agitação.

Às vezes, a única maneira de corrigir um problema é identificá-lo. Por isso, agora veremos as várias razões em que se pode estar experimentando os altos e baixos extremos, em si mesmo ou em alguém que você conhece.


Vários fatores podem levar à instabilidade emocional dentro e fora do relacionamento. Assim, é importante saber qual é a força motriz por trás de você ou do seu parceiro que os incapacita de não levar uma vida saudável.

1. Um desequilíbrio químico. Existem reações químicas específicas no cérebro que regulam o humor. Elas podem fazer as pessoas experimentarem emoções diferentes, como tristeza, ansiedade, medo e depressão. A falta de serotonina pode fazer alguém se sentir eternamente triste - e sem causa. [Leia: 18 emoções que você não deve se sentir em um relacionamento saudável ]

2. Seu intestino. A ciência está apenas começando a entender como o humor é determinado por um equilíbrio de bactérias boas e más no intestino. Muitas bactérias ruins podem afetar seu humor e torná-lo difícil para você se estabilizar.


Seus hábitos alimentares podem ter mais a ver com seu equilíbrio emocional do que você imagina. Se você encontra-se incapaz de controlar suas emoções, poder ser que queira dar uma olhada em sua dieta.

3. Relacionamentos destrutivos. Há momentos em que relacionamentos destrutivos podem jogar fora a sua estabilidade emocional. Nada é mais frustrante do que tentar colocar as peças de um quebra-cabeça juntos que não se encaixam.

Isso acontece quando você tenta continuamente agradar seu parceiro e não é recíproco, ou pior, está em um relacionamento abusivo, onde seu parceiro te coloca para baixo ou te prende, que até fica difícil você saber se está avançando ou retrocedendo.

Sentindo-se em um estado constante de instabilidade, você não sabe se deve se sentir triste pelo amor perdido ou feliz, por está finalmente livre. Um dos maiores assassinos de estabilidade emocional é um relacionamento destrutivo e infeliz. [Leia: 18 sinais claros e críticos de uma relação doentia ]

4. Estresse. Quando as pessoas são colocadas em condições altamente estressantes ou cronicamente estressantes, seu corpo não pode lidar com tanta efusão de emoções. Há momentos em que ser estressado cronicamente - seja em situações sociais ou no trabalho - pode levar a instabilidade emocional  ou depressão.

Temos energia para as batalhas diárias, mas se você sempre perde para o estresse, algo bom não vai acontecer. O estresse crônico pode quebrar mesmo a personalidade mais estável.

5. Hormônios. Seu humor está diretamente relacionado aos seus hormônios. Durante diferentes períodos do mês, seus hormônios mudam. Se eles estão fora de equilíbrio, pode deixa-lo em uma montanha-russa emocional, tornando difícil para você encontrar estabilidade. Não são apenas hormônios como a serotonina que controlam o humor, mas também a testosterona e o estrogênio.

6. Comportamentos aprendidos. Há momentos em que explosões e instabilidade de humor podem ser resultados de mau comportamento, enquanto você crescia. Se o seu parceiro parece ter mudanças extremas no humor, ou ter gatilhos que aciona a instabilidade emocional, pode não ser transtorno de humor, e sim, comportamentos que seus pais tinham enquanto ele estavam crescendo.

Você aprende certos padrões de comportamento de seus pais, e se seu namorado/a teve um pai abusivo ou com transtorno de humor, não é improvável que tenha aprendido a imitar esses comportamentos na infância.

7. Falta de sono. A privação do sono é uma das coisas mais destrutivas para a estabilização do
humor. Recomenda-se que um adulto obtenha pelo menos sete horas de sono à noite e não mais de dez para os melhores resultados mentais e físicos da saúde.

Se você ou seu parceiro tem trabalhado horas extras ou horas extensas constantemente, pode estar afetando sua capacidade de lidar com os desafios da vida.


8. Doença subjacente. Existem certas doenças e distúrbios que podem fazer com que alguém seja menos apto a estabilizar seu humor. Coisas como o vírus Epstein-Barr e hipoglicemia, ou mesmo prolapso da válvula mitral, pode levar a sintomas de instabilidade emocional.

Embora não seja tão provável, existem casos em que ser muito alto ou muito baixo possa ser a causa da instabilidade emocional.

Algumas pessoas reagem de forma diferente aos adoçantes artificiais. Se você está namorando uma pessoa com diabetes, há uma grande chance de que seus sintomas de instabilidade emocional possam estar relacionados a um efeito colateral de um produto químico amplamente utilizado em adoçantes chamado aspartame.

10. Fazer dieta ou não comer o suficiente. As mulheres são notórias por tentar morrer de fome para se encaixar em um tamanho que não existe. A privação contínua de alimentos, anorexia, bulimia ou redução exagerada de calorias pode levar a alterações de humor severas.


Se você tem notado que alguém está perdendo muito peso ou ele está fazendo dieta e tentando muito agressivamente perder quilos, pode estar aparecendo em seu comportamento mudanças de humor extremas ou a incapacidade de manter a estabilidade emocional.

11. Transtorno bipolar. O transtorno bipolar é um transtorno mental que faz com que uma pessoa experimente extremos altos e baixos. Também conhecido como maníaco-depressivo, pode fazer  alguém se comportar de forma não comum, como ficar deprimido um dia e então, o próximo, ser completamente feliz. Controlado com medicação, é uma condição altamente tratável. [Leia também: Transtorno bipolar de humor: saiba se você é bipolar]

Algumas personalidades são mais difíceis de lidar do que outras. Se você percebeu que você ou seu companheiro está tendo um momento difícil de instabilidade emocional, pode ser algo diferente de apenas uma fase de mau humor. Há momentos em que outros fatores estão em jogo quando alguém está aparentemente bem até um minuto e mal em outro.

Altos e baixos são momentos da vida. Mas se você não está sempre certo de qual humor você está ao se encontrar com seu parceiro, ou que você está alternando humores no dia-a-dia - um dia feliz e outro infeliz - pode ser hora de encontrar a causa .

Procurar aconselhamento médico é a melhor maneira de conseguir controle sobre a estabilidade emocional. Às vezes, basta saber qual é o problema e, em seguida, entender como corrigi-lo.


Compartilhe no Google Plus


Sobre Luciana Costa

Blogueira, escritora, life coach e coach de relacionamentos. Autodidata aplicada, amo psicologia e filosofia. Gosto de aprender, gosto de ensinar, gosto de ajudar.

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou do Texto? Deixe um comentário!
Obs: todos os comentários são moderados antes de serem liberados e exibidos no blog. Comentários anônimos são aceitos, palavrões e insultos, não. Se desejar comentar anonimamente, assine com um pseudônimo.