Header Ads

16 Hábitos Ruins que Podem Prejudicar seu Relacionamento


Você está inconscientemente fazendo coisas que podem prejudicar seu relacionamento? Veja esses 16 maus hábitos para saber se você está magoando seu parceiro sem perceber.



Todos nós temos alguns maus hábitos que não percebemos.

Há hábitos que podem ser bobos ou engraçados.

Mas, na maioria das vezes, maus hábitos podem acabar machucando ou distanciando quem você ama.

Quando você se apaixona por alguém, não consegue ver seus maus hábitos, pelo menos até que você tenha passado do estágio da paixão.

E da mesma forma, seu parceiro não verá o mal em você porque é tão apaixonado por você e por seu amor por ele/ela.

Mas uma vez que o véu rosa da paixão descobre os seus olhos, só então que os hábitos irritantes começam a se revelar.

Maus hábitos que podem acabar com o relacionamento


Você não pode mudar quem você é, a menos  que tome consciência do que precisa ser mudado.

Se você tem alguns maus hábitos que podem acabar com seu romance, só poderá perceber isso quando for tarde demais.

Isso porque é mais fácil negar que temos falhas do que aceitar que temos essas falhas ou que seu comportamento tem um papel significativo entre você e seu amor.

Agora, nem todos os maus hábitos podem afetar seu relacionamento para pior. Mas há alguns que seu parceiro pode ignorar por um tempo, até que esses hábitos plantem a semente que poder dividir o terreno de seu relacionamento perfeito e dar lugar a outras diferenças críticas. [Leia: 18 sinais críticos de um relacionamento doentio ]

16 maus hábitos que podem prejudicar seu relacionamento


Você está se entregando a algum desses 16 maus hábitos em seu relacionamento? Esses hábitos podem parecer triviais para muitos, mas são esses mesmos hábitos que podem passar de um pequeno aborrecimento a um grande motivo para o fim em breve, se você não ficar de olho neles.



[Leia: Os 20 principais motivos de divórcio e separação que a maioria dos casais acabam ignorando ]

# 1. Tratando como empregado

Você sabe que seu parceiro é doce e carinhoso. E você o ama por isso. Mas você se lembra de apreciar seu parceiro e agradecê-lo por todas as pequenas coisas que ele faz, seja encontrar suas chaves ou abrir as portas para você?

Você pode pensar que é bobagem agradecer constantemente ao seu parceiro por tudo que ele faz. Mas as chances são de que você possa começar a tomar esses doces gestos como obrigação antes mesmo de perceber, e eles se transformariam em expectativas! 

# 2. Parceiro agradável.

Você tenta muito agradar seu parceiro, mas fica muito chateado quando ele não percebe que você fez algo por ele. E, no entanto, você continua fazendo coisas agradáveis ​​por ele o tempo todo - que ele já se acostumou com o tratamento - e eventualmente se transformando em um mártir de relacionamento.

Se o seu parceiro não reconhece seus atos, converse com ele sobre isso. Engarrafar sua raiva ou tristeza não irá ajudá-lo. Talvez seu parceiro nem tenha percebido que você fez algo doce por ele. Comunique-se e expresse-se de vez em quando e pare de tentar ser um injustiçado mal amado para as pessoas. 

# 3. Testando seu parceiro.

Você faz grandes exigências intencionalmente ou faz birras apenas para ver se seu parceiro se importa o suficiente para realizar todas as suas exigências. Esses testes mesquinhos são bastante comuns no início de um novo relacionamento, quando você deseja que seu parceiro prove seu amor por você, mas não carregue esse hábito nos estágios posteriores do amor, ou seus jogos e testes constantes irritarão seu/sua namorado(a). [Leia: Os 9 estágios do relacionamento pelos quais os casais passam]

# 4. Jogos de culpa.

Não coloque a culpa inteiramente no seu parceiro se você acredita que também tem uma pequena parcela dessa culpa. É fácil apontar um dedo e acusar seu parceiro pela bagunça em que vocês dois estão. Mas, fazendo isso, seu parceiro se sentirá encurralado e desamparado, e até bravo e magoado.

Por outro lado, compartilhando a culpa ou reconhecendo seu papel no erro, você dá a seu parceiro o apoio emocional que ele tanto precisa naquele momento.

# 5. Tratamento do gelo.

Você escolhe ignorar seu parceiro em vez de falar sobre algo que te machucou? Você não está sozinho. Muitos homens e mulheres preferem sentar no canto e olhar para o teto do que responder ao parceiro quando estão irritados por algum motivo. Nunca faça isso porque você acabaria machucando seu parceiro, fazendo-o sentir-se infeliz e odiando você ao mesmo tempo.



# 6. Expectativas desequilibradas. 

Você tem grandes expectativas do seu parceiro e espera que ele tenha expectativas mais baixas de você - porque você está muito ocupado cuidando da família ou ocupado fazendo outra coisa?

Os papéis entre marido e mulher ou namorado e namorada podem ser diferentes, mas isso não dá o direito de um parceiro exigir mais do outro e dar menos em troca.

# 7. Monossílabos.

Não responda em monossílabos no meio de uma conversa. Responder com um 'sim', 'não' ou um 'hmmm' é apenas uma coisa rude de se fazer, mesmo se você estiver fingindo estar se concentrando em outra coisa.

Quando o seu parceiro tentar se comunicar com você, tente responder de forma aberta. Ajudará vocês a interagirem melhor e a se entenderem melhor. Você precisa se lembrar de que as conversas com monossílabos geralmente terminam em um minuto ou dois e, com o passar do tempo, suas respostas monossilábicas afastará os dois. 

# 8. Não seja infantil.

Você gosta constantemente de ter as coisas do seu jeito? Pode ser coisas bobas como assistir a um gênero de filmes que você gosta ou jantar fora nos lugares que você gosta. Seu parceiro pode achar suas birras fofas, no início, mas se você sempre quiser as coisas do seu jeito, em breve chegará um momento em que seu parceiro sairá e odiará tudo o que você gosta, porque estará cansado disso!

# 9. Fazendo uma cena em público.

Não grite com seu parceiro ou humilhe-o em público ou quando alguém estiver por perto. Suas frustrações podem ser válidas e você pode ter todos os bons motivos para acusar seu parceiro de algo ou se afastar dele. Mas ridicularizar seu parceiro ou magoá-lo em público causará muitos danos ao ego dele, e isso é algo que não se recuperará muito em breve.

# 10. Você mente. Pela mais tola das razões!

E você simplesmente não se ajuda. Você pode estar mentindo para o seu parceiro porque tem medo do temperamento dele ou porque não quer parecer fraco na frente dele. Os motivos podem ser vários, mas o resultado final é quase sempre o mesmo. Mentiras afetam negativamente os relacionamentos e levam à perda de confiança. Pare de mentir e aprenda a enfrentar a verdade, você terá uma vida muito melhor. 

# 11. "Eu não quero falar sobre isso!"

Evitar discussões, especialmente se for estressante, pode parecer a coisa mais fácil de fazer em um determinado momento. Mas colocar todas as conversas difíceis em algum canto escuro só o deixará mais estressado e deixará seu parceiro frustrado e irritado. Por mais difícil que seja uma decisão em particular ou uma conversa em um relacionamento, você pode resolvê-lo apenas conversando sobre isso com seu parceiro. Lembre-se, toda jornada de mil milhas começa com o primeiro passo.



# 12. Você se irrita facilmente.

Você se irrita com seu parceiro de vez em quando e não faz ideia do porquê de se sentir assim? Com toda a probabilidade, há uma razão sutil por que você está irritado com seu parceiro. Então, em vez de se irritar com ele ou se comportar de maneira irritável, sente-se e pergunte-se por que está se sentindo irritado. Ou melhor ainda, diga ao seu parceiro que você se sente irritado, mas não consegue descobrir por que está se sentindo assim. Acredite, você vai se sentir muito melhor no momento em que diz isso ao seu parceiro!

# 13. Todo momento do tempo estão juntos.

Você passa todos os momentos - além do trabalho - um com o outro? Você pode zombar de outros casais que fazem as coisas individualmente e acredita que vocês são o melhor casal, porque vocês dois fazem tudo juntos. Mas, na realidade, fazer tudo juntos pode causar mais mal do que bem, porque impede que vocês dois tenham suas próprias vidas individuais. 

# 14. Você não elogia o suficiente.

Quando foi a última vez que você elogiou seu parceiro quando ele se vestiu para você? Com o passar dos anos, é fácil ignorar as pequenas coisas que seu parceiro faz que as tornam incríveis e acaba virando rotina. Cumprimente seu parceiro com frequência e deixe-o ver que você ainda o admira e que fica impressionado e apaixonado por ele/ela.

# 15. Hora dos amigos.

Você inconscientemente incomoda seu parceiro ou fica irritado quando ele sai com seus próprios amigos? Isso é bastante comum, e há uma boa chance de você sentir isso se seu parceiro tiver mais amigos do que você ou se você é um solitário. Mas lembre-se, sair com os amigos de vez em quando não é tão ruim. Dá a vocês dois o tipo de espaço que precisam para crescer como indivíduos e como casal. 

# 16. Você não discute o futuro.

Em primeiro lugar, vocês dois têm objetivos comuns para o futuro? A maioria dos casais não fala sobre o futuro e, quando se trata de tomar uma decisão, você pode sentir que está pressionado.

Não evite discutir sobre o futuro apenas porque vocês têm opiniões contrastantes. Isso apenas afastará cada vez mais vocês dois. Comunique-se e tente descobrir as diferenças. Por mais difícil que pareça, é sempre melhor do que evitar confrontos no amor.



Às vezes, é fácil supor que esses são detalhes triviais que não são um grande problema. Mas se você continuar com esses 16 maus hábitos no relacionamento por mais alguns meses, é apenas uma questão de tempo até que seu parceiro acabe ficando frustrado com seu comportamento.


Se você gostou do texto e quiser ser um patrocinador para que esse espaço fique cada vez melhor,  contribua mensalmente com qualquer valor para a manutenção do meu trabalho, através do: 


Ou você pode ajudar doando qualquer valor via depósito bancário:

Luciana Oliveira da Costa
Caixa Econômica Federal
Agência: 4162 
op 013
Conta Poupança: 00027217-0

Muito obrigada e aproveite mais dicas navegando pelo blog!

Autora:
Luciana Costa Luciana Costa é blogueira e escritora. Autodidata aplicada, apaixonada por psicologia, filosofia e gatos. Carioca e flamenguista.

Nenhum comentário

Gostou do Texto? Deixe um comentário!
Obs: todos os comentários são moderados antes de serem liberados e exibidos no blog. Comentários anônimos são aceitos, palavrões e insultos, não. Se desejar comentar anonimamente, assine com um pseudônimo.

Tecnologia do Blogger.