Textual description of firstImageUrl

Como Superar o Ciúme e se Afastar de sua Energia Destrutiva



O ciúme em um relacionamento é normal, mas pode chegar a um ponto em que é destrutivo. Aprenda a superar o ciúme, começando por descobrir o que o impulsiona.



Não existe uma alma viva - que não esteja mentindo - que pode dizer que nunca teve ciúmes. O ciúme é um sentimento humano que todos experimentam. Mas, chega o ponto em que o ciúme se torna extremamente destrutivo. Se você quer saber como superar o ciúme, perceba o seu valor e o que você oferece ao mundo.

Muitas vezes, sentimos ciúmes nos relacionamentos porque não pensamos que somos dignos ou tememos perder alguém. A triste realidade é que você não pode fazer com que alguém fique em um relacionamento se eles não quiserem estar nele mais. Um conceito difícil, mas a única pessoa que você controla é você mesmo. Se você tem continuamente uma natureza ciumenta, faz acusações e não confia no seu parceiro, é hora de olhar para dentro. [Leia: 6 maneiras fáceis de não ser tão ciumento em um relacionamento]

Como superar o ciúme - Os 6 truques que fazem toda a diferença



Há todos os tipos de razões pelas quais uma pessoa está com ciúmes. Algumas pessoas apenas têm uma natureza ciumenta, enquanto outras têm motivos para ficar com ciúmes. Se você está com alguém que não lhe dá motivo para questionar sua fidelidade, pare e examine o que acontece dentro de você. Pergunte por que você acha que ele não é fiel. No final, será sobre quem ele é ou quem você é.

Se você acha que as crises de ciúmes são recorrentes, e você tem um histórico de ciúmes, essas seis dicas irão ajudá-lo(a) a superar o ciúme que está destruindo seus relacionamentos. 


1. Por que alguém trairia você? Se você pensa constantemente que você está sendo traído(a), então você pode estar se perguntando o que há em você que seu parceiro não gosta. Muitas vezes, o ciúme é algo perpetuado por nossos próprios problemas com autoestima e dignidade.

Se você não se sente digno da fidelidade de alguém, é fácil colocar suas inseguranças em outra pessoa e pensar que ela não vê o que você faz, que você não vale a pena. Se é um problema consistente, trabalhe em sua própria autoestima e comece a gostar de si mesmo.

Embora seja chato admitir, você não encontrará o amor se você não se amar primeiro. Tudo o que você provavelmente encontrará será a pergunta constante de por que alguém iria querer estar com você. [Leia: 6 razões para amar a si mesmo antes de amar alguém ]

2. Deixe o passado no passado. Uma das coisas mais destrutivas para nossos relacionamentos futuros é a dor residual de seu passado. Se você foi enganado(a) no passado, é difícil mudar o pensamento e confiar em outra pessoa. Sabendo como você se sentiu ao ser traído(a), a última coisa que você quer é sofrer, se  acontecer de novo.

O problema é que você não pode controlar o que alguém faz. Se tudo o que você faz é acusá-lo(a) de traição, eventualmente você acabará tornando isso em uma profecia auto-realizável, e ele(a) acabará traindo mesmo você. 


3. O que você sabe sobre relacionamentos fora o seu? Se você tem muitos amigos cujo cônjuges ou namorados os traíram, ou você cresceu em uma casa onde um de seus pais traiu, então é fácil perder fé nos relacionamentos. Mas lembre-se, você e seu parceiro não é o outro casal.

E, apenas porque outras pessoas optam por sair de seu relacionamento, isso não significa que as pessoas não possam ser fiéis. Se você puder, faça a suposição de que a pessoa com quem você está também pode ser fiel. Deixe todas as noções que você tem sobre os relacionamentos para trás para iniciar uma nova vida afetiva baseada na verdade e no amor.

4. Entenda que ele(a) escolheu você. Se você está com alguém e você está continuamente com ciúmes, você deve parar e olhar ao redor. Se ele(a) está com você e ao seu lado, aceite que é o que ele(a) quer.

Comece a olhar para todas as maneiras que ele(a) diz que te amam e todas as maneiras que  demonstra, ao invés de procurar todas as coisas que sinalizam que não.

Novamente, as profecias auto-realizáveis, especialmente nos relacionamentos, são o pior prego final no caixão que qualquer um pode martelar. Pare de procurar sinais, eles não são confiáveis ​​e comece a olhar para as maneiras que ele(a) demonstra sua confiança para com você. 


5. Pare de espionar. Eu sei. Quando você está com alguém, e você é uma pessoa ciumenta, torna-se super fácil começar a bisbilhotar todas as suas ações. Procurando sinais de que ele está traindo você.

Mas, se você continuar a espionar, você encontrará coisas para provar seu ponto de vista, distorcer coisas que podem ou não ser verdadeiras, e encontrar confirmação do que você acha que é realidade. Você ignora a visão da realidade da situação.

Se você é o tipo ciumento, não fique olhando e espiando para encontrar sua prova. Não dará em nada a não ser colocar seu parceiro em guarda e aumentar a probabilidade de sua incapacidade de encontrar a paz, fazendo com que se afaste.

6. Procure terapia. Ninguém quer admitir que têm um problema. É muito mais fácil afastar seus problemas de outras pessoas. Você justifica seu comportamento dizendo que alguém o causa.

Mas, se você experimentou problemas com confiança e ciúmes no passado, é hora de descobrir o que o impulsiona e fazê-lo desaparecer. Pode haver algo em seu passado ou seus traços de personalidade que geram seus medos improdutivos.

Se você quer saber como superar o ciúme, vá até a raiz de onde o ciúme vem. Não é possível solucionar um problema, nem saber como começar a trabalhar, se você nem sabe onde é originado.


O ciúme é uma emoção humana natural. Mas, há pessoas que tendem a ser mais ciumentas do que outras. Se você tem um histórico de não confiar nas pessoas que você namora ou as constantes crises de ciúmes e lágrimas deixam seu relacionamento em pedaços, é hora de descobrir por que você se sente com ciúmes e de onde vem.

Só então você pode aprender a superar o ciúme e acreditar que você é digno de amor, a menos que alguém lhe dê a razão de suspeitar que não está sendo verdadeiro com você.

Gostou? Receba as atualizações do Oráculo por e-mail:

Compartilhe no Google Plus


Sobre Luciana Costa

Blogueira, escritora, life coach e coach de relacionamentos. Autodidata aplicada, amo psicologia e filosofia. Gosto de aprender, gosto de ensinar, gosto de ajudar.

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou do Texto? Deixe um comentário!
Obs: todos os comentários são moderados antes de serem liberados e exibidos no blog. Comentários anônimos são aceitos, palavrões e insultos, não. Se desejar comentar anonimamente, assine com um pseudônimo.