Textual description of firstImageUrl

Sou um Manipulador? 11 Comportamentos que Mostram que Você Manipula as Pessoas



"Eu sou um manipulador?". Se você já fez essa pergunta, é hora de saber a verdade, se você tiver qualquer um desses 11 comportamentos.



Eu? Manipulador? Admitindo ou não, em algum momento usamos algum truque mental para fazer outra pessoa fazer algo que queremos. Nós provavelmente fazemos isso por diversão, no início, mas uma vez que você se sente todo inteligente e poderoso por fazê-lo, você iniciará a espiral descendente para o vício e começará a manipular as pessoas ao seu redor. Ou seja, até descobrir e depois começar a odiar-se. 

Será que eu sou manipulador?


Como você pode ver, ninguém quer ser manipulado e ninguém quer uma pessoa manipuladora em sua vida. As pessoas manipuladoras acabam por ficar sozinhas, pois não podem manter um relacionamento de longo prazo com base no engano. Eles são odiados quando descobertos, e eles não podem ser dignos de confiança, ​​depois.

Mas a questão é como as pessoas manipuladoras desempenham seus jogos mentais? Quem sabe, podemos estar manipulando pessoas e não somos mais sábios. Então, se você se pergunta se é manipulador, esses 11 comportamentos podem te dizem que sim.

1. Ser mentiroso. A mentira é uma forma de manipulação. Por estar diretamente sendo falso para outra pessoa ou, deliberadamente, ao reter informações vitais que dizem respeito à pessoa, você a manipula a tomar decisões por estar desprovido dos fatos.

Exemplo: Dizer que um cara pelo qual sua amiga está apaixonada é um mulherengo para que você possa paquerá-lo sozinha. 



2. Gaslighting. Gaslighting é uma forma secreta de manipulação onde, em vez de recusar informações ou falar mentiras, você faz a pessoa duvidar de seus próprios pensamentos e decisões, afirmando que estão mentalmente insanos. [Leia: Gaslighting: 16 Sinais de que Seu Parceiro Está Perturbando sua Mente]


Exemplo: "Você estava bêbada naquele dia, é claro que você não poderia ter me visto com outra mulher. A culpa é da bebida por você ver coisas. "

3. Choque de culpa. Usar a culpa é uma forma de manipulação que ataca a emoção. Como todos sabemos, a culpa é uma forte emoção, a maioria das pessoas evita tanto quanto possível. Sentimentos de culpa causam grande angústia. As pessoas que experimentam isso seriam levadas facilmente a ter atitudes que, de alguma forma, aliviaria seus sentimentos de culpa. O choque de culpa envolve o uso da sensação de culpa de uma pessoa para fazer aquilo que você quer.

Exemplo: "Você deve estar se sentindo mal, esquecendo nosso aniversário. Agora, você deve compensar, fazendo isso por mim."


4. Se fazer de vítima. Vitimização é outra forma de manipulação emocional. Os seres humanos, com sua natureza altruísta, tendem a sentir simpatia pela vítima, mesmo quando a lógica nos aconselha contra ela. Ao se fazer de vítima, você desvia a atenção de outra pessoa ou, às vezes, difunde hostilidade em sua direção, aparecendo como a parte prejudicada, mesmo que não seja. [Leia: 4 Maneiras de se Proteger da Manipulação Emocional]

Exemplo: "Eu te trai porque fui enganada em toda a minha vida".

5. Transferência de culpa. A transferência de culpa é como as pessoas manipuladoras se afastam da responsabilidade de seus erros. Enquanto as pessoas normais se desculpam ou reconhecem um erro, os manipuladores experientes inventam um cenário em que outras pessoas, exceto para eles, são culpadas por uma falha.

Exemplo: "Eu apenas fiz isso porque você me deixou com ciúmes. É tudo culpa sua."

6. Agressivo passivo. Ser agressivo passivo também é uma forma de manipulação. Envolve atividades hostis indiretas, como procrastinação, esquecimento, teimosia e tratamento silencioso.

O agressivo passivo é particularmente irritante, pois exige pouco esforço da pessoa fazer isso enquanto executa mais distúrbios emocionais em comparação com a agressão normal. Ao ser agressivo passivo, as pessoas manipuladoras desgastam emocionalmente o alvo de sua hostilidade para fazer o que  querem, ao mesmo tempo que parecem inocentes.

Exemplo: Quando você diz que não recebeu a mensagem quando seu pai pediu para você comprar algo para ele. 



7. Sabotando relacionamentos. O sabotagem é auto-explicativo. É um ato físico que imediatamente resulta em um relacionamento tenso. Ao sabotar relacionamentos, os manipuladores influenciam as percepções ou decisões das pessoas que resultam em seu favor. Desta forma, os pessoas manipuladores colocam as pessoas de bom relacionamento umas contra as outras, ou influenciam as pessoas para concordarem com suas ideias.

Exemplo: O que Mindinho tentou fazer no Game of Thrones na Temporada 7, Episódio 5, ao tentar colocar Sansa contra sua irmã Arya.

8. Sendo legal para conseguir algo que eles querem. Todos odiamos esse tipo de comportamento. Sempre conhecemos algum tipo de pessoa que tentou nos fazer isso. Semelhante ao ditado: "Você não deve morder a mão que o alimenta", as pessoas manipuladoras beijam os outros com lisonjas e agem bem com elas até conseguirem o que querem da pessoa.

Exemplo: Flertar com um colega de classe que você não gosta para fazer com que ele faça sua lição de casa.

9. Fingir preocupação. Semelhante a parecer legal até que você consiga o que quiser, fingir preocupação é outro tipo de manipulação emocional para fazer você aparecer como alguém genuinamente empático para uma pessoa que está sofrendo, para ganhar algo deles. Geralmente, eles estariam surpreendentemente presentes no seu tempo de necessidade, oferecendo palavras vazias de apoio, enquanto não fazem nada útil. Desta forma, eles minam sua suspeita e ganham sua confiança para o dia em que eles acharem em que usar você.

Exemplo: Aquele amigo que fica te tratando bem e mostrando preocupação, só para pedir dinheiro emprestado a você, mas não está lá quando você precisa, depois que ele conseguiu o que queria. 


10. Aumentando a voz e agindo de forma hostil em um debate. Durante um debate, as pessoas querem resolver desentendimentos através de uma conversa intelectual madura.

No entanto, as pessoas manipuladoras, de repente, entram em um ataque de raiva e transformam a conversa em um concurso de gritos para aumentar a tensão e evitar a conversa. Eles costumam fazer isso uma vez que eles se sentem encurralados e no lado perdedor do debate. 



11. Se fazendo de desentendido. A ignorância é felicidade e inocência. Se você não tem conhecimento, então você não é culpado. É assim que as pessoas manipuladoras usam a tática do "não sei de nada" para manipular os outros. Geralmente, é usado para sair de uma saia justa e, mais comumente, para evitar responsabilidades.

Exemplo: "Não posso fazer este trabalho, já que não sou treinado para usar este software. Mas ele sabe como pode realizar essa tarefa ".

[Leia: 12 Sinais Sutis de que Você Está Sendo Manipulado(a) por seu Parceiro]

Então? Você é manipulador? Ninguém quer ser manipulado e ninguém confia em pessoa manipuladora. Mas, tanto quanto odiamos pessoas manipuladoras, há uma grande chance de que possamos manipular os outros involuntariamente.

Gostou? Receba as atualizações do Oráculo por e-mail:

Compartilhe no Google Plus


Sobre Luciana Costa

Blogueira, escritora, life coach e coach de relacionamentos. Autodidata aplicada, amo psicologia e filosofia. Gosto de aprender, gosto de ensinar, gosto de ajudar.

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou do Texto? Deixe um comentário!
Obs: todos os comentários são moderados antes de serem liberados e exibidos no blog. Comentários anônimos são aceitos, palavrões e insultos, não. Se desejar comentar anonimamente, assine com um pseudônimo.