Textual description of firstImageUrl

15 Razões Pelas Quais Você Ainda Permanece Numa Relação Abusiva




Você deveria ficar com um parceiro abusivo? Se você se pergunta por que as mulheres permanecem em relacionamentos abusivos, aqui estão algumas razões que vão te chocar.


Por que as mulheres permanecem em relacionamentos abusivos? Não importa o motivo, o abuso vem de muitas formas - física, sexual, emocional, psicológica. Também afeta todos os gêneros. Mas, estatisticamente, as mulheres são predominantemente as que mais sofrem.

Cerca de um terço das mulheres apenas no Brasil, experimentam violência doméstica em sua vida. Em um dia típico, mais de 20.000 ligações telefônicas são feitas para as linhas diretas de abuso doméstico.

Muitas pessoas estão sujeitas a isso, porque é fácil se prender a comportamentos abusivo. Uma vez presa nesse ciclo, é difícil sair. Um agressor, sistematicamente, quebra seu espírito, confiança, valor próprio e opiniões de si mesmo durante um longo período de tempo, até o ponto em que a pessoa desconfia de seus próprios pensamentos, sentimentos e crenças.

Depois de um tempo, ela substitui essas características pessoais por desespero, desgosto, decepção, auto aversão e dúvida. Assim, se torna uma pessoa mais fácil de ser manipulada a ponto de se sentir como se ela devesse ficar com ele porque não vale a pena com mais ninguém.

Deixar um relacionamento abusivo é mais difícil do que você pensa

Eu estava em um relacionamento emocionalmente abusivo há vários anos. Fiquei por muito mais tempo do que deveria. Embora ele nunca tenha abusado fisicamente de mim, o abuso emocional pode ser tão destruidor da alma e difícil de sair porque as contusões e as cicatrizes não são visíveis. [Leia: 21 sinais de abuso emocional]

Ele tinha todo o comportamento clássico de um agressor: controle, mudanças de humor, manipulações viciosas, métodos de intimidação e técnicas de bullying. Durante anos ele encolheu minha autoestima, me pisou e, muitas vezes, me disse que nunca poderia deixá-lo porque ninguém amaria alguém como eu. E eu realmente acreditei nele.


Eu, finalmente, percebi o quão tóxico e destrutivo o relacionamento era, e então eu deixei - depois de várias términos fracassados e tentativas de cortar todos os laços. Quando eu estava no relacionamento, seu comportamento tornou-se tão normalizado que, durante anos, pensei que todos os problemas eram inteiramente minha culpa. Levou mais de um ano até mesmo perceber que experimentava abuso. É uma mentalidade difícil de tirar.

Como você vê um abusador?

Quando você começa a namorar com alguém, é importante detectar os sinais vermelhos o mais rápido possível. Desconfie de um comportamento intrusivo ou de controle. Sempre, confie sempre nos seus instintos. Um abusador tenta controlar todos os aspectos de sua vida - como você se veste, onde você trabalha, com quem você sai e onde você vai.

Seu objetivo, seja inconsciente ou não, é destruir o que faz você ser quem você é e substituir pelo que ele acha atraente e fácil de manipular. Não existe um arquétipo específico de um abusador. Só porque alguém parece ser atencioso ou de fala macia, com uma carreira bem sucedida e muitos amigos, isso não significa que ele não seja, potencialmente, um parceiro abusivo.

Muitas mulheres não ficam desconfiadas quando tentam sair com um parceiro abusivo, porque ainda há uma noção maciçamente equivocada de que ser um bom amigo faz de você uma boa pessoa. Na realidade, é possível que alguém seja bem apreciado e respeitado entre seus amigos, mas violento, paranoico ou extremamente agressivo a portas fechadas.


Também é importante notar que não precisa ser grave ou físico para que seja considerado abuso. O abuso vem em uma variedade de pacotes diferentes. Ele não têm que encostar um dedo em você para machucar, ferir. Procure por qualquer exaltação, humilhação, infidelidade excessiva, transferência de culpa, hiper criticismo, ciúmes não razoáveis, mudanças extremas de humor e comportamento obsessivo.

Se você achar que a pessoa que você namora é, de fato, abusiva, não tente conversar com ela ou dar segundas chances. Apenas vá embora e siga sua vida. Você não poderá mudá-la, porque seu comportamento está tão profundamente enraizado que ela nem sequer percebe isso. [Leia: 15 sinais sutis de um namorado controlador]

Por que as mulheres permanecem em relacionamentos abusivos?


Infelizmente, ainda existe um enorme estigma em relação ao abuso. Muitas vezes, muitas vítimas permanecem presas pela culpa. É um assunto difícil de abordar, isso leva a muitas pessoas a perguntar: "Por que as mulheres permanecem em relacionamentos abusivos?"

Certamente, se elas saíram com alguém e, claramente, perceberam que era um parceiro abusivo, por que elas não se afastaram? Qual seria a justificativa da permanência, sabendo como você foi tratada? Na realidade, a resposta não é tão simples quanto parece. 


# 1. Elas se sentem presas. Então, por que as mulheres permanecem em relacionamentos abusivos? Bem, muitas mulheres sentem que não podem sair ou têm a obrigação de ficar. Às vezes, é por razões de como os seus parceiros emocionalmente as chantageiam, dizendo que se suicidará se elas forem embora ou que ninguém mais as amará como eles.

Esse tormento psicológico convence-as de que é melhor ficar e lidar com suas circunstâncias do que ir embora e seguir com a vida. [Leia: 18 emoções que você n]ao deve sentir em um relacionamento saudável]

# 2. Elas ainda querem acreditar que são amadas. Elas ainda podem estar genuinamente convencidas de que seu abusador as ama. Ou o parceiro só tem uma maneira diferente de mostrar amor. O agressor alterna entre falsa devoção e carinho e horrível abuso. Chega ao ponto em que as que sofrem o abuso ​​acreditam que este é o amor que elas merecem.

# 3. Elas temem por suas vidas. O abuso não é brincadeira. Muitas vezes, leva as mulheres a estarem aterrorizadas para sair no caso de seu parceiro se tornar violento. Todos os dias, cerca de três mulheres são assassinadas por um parceiro atual ou antigo. Sair sem repercussões é difícil para as mulheres abusadas.

# 4. Elas não querem um casamento fracassado. Há muitas mulheres que, simplesmente, não podem ir porque compartilham filhos ou são casadas com o agressor. Nessa situação, elas odeiam a ideia de passar pelo doloroso e caro processo de divórcio. Elas também não querem colocar seus filhos em uma separação ou, pior, deixá-los para trás.

# 5. Talvez desta vez ele mude. Depois de sofrer uma manipulação mental prolongada e tantas tentativas frustradas de sair, algumas mulheres, muitas vezes, esperam que agora seja diferente.

Elas se apegam desesperadamente à esperança de que o homem que amam cairá em si e elas acabam acreditando em suas mentiras, quando ele diz que ele é capaz de mudar.

# 6. Elas se culpam. A maioria das pessoas abusadas é submetida a uma destruição prolongada de sua autoestima. Elas ouviram repetidamente que elas são as únicas culpadas por quaisquer problemas que surjam no relacionamento.

Elas muitas vezes ouvem: "Eu só estou fazendo isso por causa do que você disse / fez / usou / escreveu." Depois de um tempo, elas acabam cedendo e apenas assumindo que estão erradas.

# 7. Dependência total de seu parceiro. Alguns abusadores manipulam seu parceiro na dependência financeira e dependência emocional. Muitas mulheres abusadas que não têm empregos sólidos e de tempo integral dependem apenas de seu parceiro para ser o provedor do pão na casa. Às vezes, o agressor controla o dinheiro que sua parceira ganha, tornando mais difícil sair. 


# 8. Elas se sentem pressionadas pelos outros. A pressão para permanecer em uma relação tóxica nem sempre vem do agressor. Pode vir de amigos e familiares.

Às vezes, é mais fácil para as pessoas descartar o comportamento tipicamente abusivo quando não estão no relacionamento. Eles dizem coisas como: "Ele provavelmente não é tão ruim", "Ele nunca me tratou mal", ou "Tenho certeza de que ele não quis dizer isso".

# 9. Com medo, elas não denunciam. Muitos casos de abuso não são declarados e ficam impunes, porque muitas vezes, quando as mulheres se manifestam, não são acreditadas. A menos que você documente evidências todos os dias, não há outras provas que não sejam contusões, feridas ou cicatrizes.

E se você é abusada emocionalmente, raramente há alguma evidência física para usar. Tristemente, torna-se um caso de sua palavra contra a de seu abusador.


# 10. Eles ainda os amam. Quando você não esteve em um relacionamento abusivo, parece louco ainda amar seu agressor, mas é incrivelmente comum. É quase como a Síndrome de Estocolmo, onde você sente que ainda vê algo neles que redime todas as coisas que o colocam.

Eu finalmente fui forte o suficiente para deixar um relacionamento abusivo quando percebi que o amor sozinho não era suficiente para nos manter juntos. [Leia: 12 tipos de homens que você precisa evitar]

# 11. Já tentaram e falharam. Há muitos casos de mulheres que deixaram o agressor e depois de serem rastreadas, espancadas, ameaçadas ou difamadas, voltam. Ao tentar partir, muitas vezes tem repercussões, especialmente em relacionamentos fisicamente abusivos. Por isso tantas mulheres não tentam terminar tudo.

# 12. Elas não percebem que estão sendo abusadas. Às vezes, especialmente com abuso psicológico ou emocional, é difícil entender que está sofrendo abuso. É mais fácil  acreditar que seu comportamento é normal, ou que você é o catalisador de suas mudanças  de humor. Levei anos para reconhecer os sinais e aceitar que era abuso e não apenas um relacionamento com problemas normais.

# 13. Elas dão muitas outras chances. Quando você é tratado como um lixo, mas depois o tratamento muda para carinhos e palavras de amor, o perdão começa a chegar facilmente a você. Assim, elas sentem que devem justificar as ações de seus parceiros e explicar seus comportamentos.

Elas estão acostumadas a ouvir seu parceiro se desculpar e prometer que vão mudar. Elas dão uma nova chance, porque elas os amam e esperam que eles mudem. 


# 14. Não têm para onde ir. Em algumas situações, escapar de um ambiente horrível ou violento é incrivelmente difícil quando você compartilha uma casa ou uma hipoteca com o agressor. Para fugir completamente, algumas assumem o anonimato e se mudam para um lugar totalmente novo. Mas, morar longe de sua cidade natal, alugar um apartamento novo e afastar-se de todos seus amigos e local de trabalho é demais para suportar, então elas ficam.

# 15. Elas estão se enganando. Uma vez que sua autoestima e confiança foram destruídas repetidamente, elas se acostumaram a se voltar para a única pessoa que mostra "amor". Não demora muito e  elas passam a pensar que isso é tudo o que merecem.

Ou por amor ou por pressão, elas se submetem e aceitam o que lhes é dito, mas acreditam que as coisas acabarão por melhorar se tentarem ser uma boa parceira.


Compreender porque as mulheres permanecem em relacionamentos abusivos não é uma simples resposta, como preto no branco. O abuso é uma questão tão complicada e multidimensional que não é tão simples sugerir a uma mulher que é abusada, que ela deve simplesmente cair fora. Em vez disso, aprenda a apoiá-la e a eduque-se, para que não aconteça com você.
Compartilhe no Google Plus


Sobre Luciana Costa

Blogueira, escritora, life coach e coach de relacionamentos. Autodidata aplicada, amo psicologia e filosofia. Gosto de aprender, gosto de ensinar, gosto de ajudar.

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou do Texto? Deixe um comentário!
Obs: todos os comentários são moderados antes de serem liberados e exibidos no blog. Comentários anônimos são aceitos, palavrões e insultos, não. Se desejar comentar anonimamente, assine com um pseudônimo.