5 Sinais de que Você Está Sufocando seu Parceiro


 

Você pode pensar que está sendo carinhoso(a), mas seu parceiro pode pensar o contrário. Veja como saber se você já está começando a sufocar seu parceiro.


Uma rápida pesquisa através da internet sobre o tema "amor", e rapidamente se torna visível que a sabedoria convencional sobre o assunto nos faz acreditar que, simplesmente, não podemos ter o bastante. Embora essa matéria esteja aberta ao debate, o que certamente é verdade é que o amor não necessariamente se manifesta sempre da maneira mais saudável.

O que uma pessoa pensa ser um gesto amoroso e sincero, outro pode ver como assustador. O que uma pessoa vê como dedicação e eterna devoção, outra pode ver como perseguição. O que um parceiro pode ver como dando tudo de si para fazer o relacionamento dar certo, o outro pode ver como sufocação. [Leia também: Como parar de ser tão insegura em um relacionamento]

O que é asfixia emocional?


A asfixia emocional, colocada nos termos mais simples, é quando existe um estado de desequilíbrio em um relacionamento. Normalmente isso equivale as diferenças nas necessidades de cada indivíduo em relação ao tempo gasto juntos e separados. Alguns desejam passar cada momento acordado com o amor de suas vidas, enquanto outros precisam de muito espaço pessoal também.

Isso não significa que o amor destes últimos seja menor, apenas que eles têm necessidades emocionais diferentes. No entanto, se você continuar insistindo em estar juntos o tempo todo ou fazendo parte de todas as atividades que seu parceiro faz, seu parceiro pode começar a se ressentir de sua presença, sempre iminente em sua vida.

Sinais que você está sufocando seu parceiro


Se você não tem certeza se sua presença na vida de seu parceiro está começando a sufocar seu relacionamento com ele(ela), você pode verificar esses sinais indicadores que você está implacavelmente sufocando seu parceiro.


1. Seu parceiro está se afastando. Este é o sinal mais comum de que algo está errado com seu relacionamento. Há muitas razões pelas quais isso poderia estar acontecendo, mas trabalhando exatamente o que pode ser, seja honesto com você mesmo e faça a pergunta: estou sufocando meu parceiro?

Se seu parceiro é o tipo de pessoa que precisa de seu espaço pessoal, mas apenas não está recebendo porque você insiste em estar com ele o tempo todo, ele vai encontrar as maneiras mais estranhas de elaborar desculpas para mantê-lo longe.


Ele começa a encontrar desculpas para estar afastado de você - mesmo dentro da casa. Ele começa a gastar mais tempo no banheiro ou visitar o banheiro com mais frequência. Ele começa a cozinhar mais, gastando tempo sozinho na cozinha em receitas mais elaboradas e demoradas. Qualquer tarefa doméstica que fornecer um nível semelhante de independência, controle e pseudo-solidão ele procurará fazer, porque são os três aspectos de sua vida que ele está lutando desesperadamente para recuperar.

2. Vocês não gastam tempo de qualidade juntos. Tempo e tempo de qualidade juntos são duas coisas muito diferentes. O tempo é uma entidade qualitativa, não apenas quantitativa. Gastar todo seu tempo juntos não é particularmente uma coisa boa, e pode apenas fazer as coisas parecerem tensas e claustrofóbicas.

Tempo de qualidade, por outro lado, é colocar de lado quaisquer distrações e comprometer-se a um período de conversação, exploração espiritual e física - re-alinhar seu relacionamento por assim dizer. No entanto, gastar tempo de qualidade juntos é quase impossível quando um de vocês está insistindo em gastar muito tempo juntos, o que pode reduzir a qualidade do referido tempo.

3. Mostrando em sua linguagem corporal. Embora nem sempre seja uma indicação segura, a linguagem corporal muitas vezes reflete a necessidade de escapar de alguém, o que é um indicador primordial de que um dos parceiros do casal está se sentindo sufocado. Alguns sinais de asfixia para se observar são os seguintes:

- Ao abraçá-lo ou beijá-lo, a parte superior do corpo é pressionada firmemente contra a sua, mas seus quadris e pés são virados para fora, pronto para ir a outro lugar, logo que tenham terminado.

- Ao falar com você, seu corpo está virado de lado e seu contato visual é apenas fugaz, indicando que ele estão tentando não se comprometer com uma conversa, o que pode levar a mais uma perda de tempo.

- As conversas ocorrem frequentemente nas entrelinhas, com seu parceiro, subliminarmente, tentando mostrar-lhe que têm outras coisas a fazer e não têm o tempo para uma conversação longa.


- Na cama, abraços já não consistem de contato com o corpo totalmente. Em vez disso, é um braço ou uma mão pausada e que cumpre metade do contato constante que seu parceiro sente que deve cumprir conscientemente.

Nenhuma dessas coisas significa que seu parceiro deixou de amar você, mas a escolha de se envolver em apenas fugaz conversas e contato corporal pode significar que ele está tentando fugir. [Leia também: Expressões Corporais - Aprendendo a Interpretar]

4. Você se tornou uma máquina de bater ponto. Mesmo os mais sufocados dos indivíduos encontrarão uma oportunidade de obter, temporariamente, a liberdade de sua metade mais pegajosa. Isso, às vezes, pode funcionar, mas também pode alcançar proporções épicas. Em situações como esta, é bom  enviar uma mensagem de texto ou dois com um "como é que vai?" ou "eu te amo". Isso é é mostrar que são um casal normal, e se a outra metade ignora, é ela que têm o problema.

No entanto, estar no telefone a cada cinco minutos com ele, definitivamente, não é nada bom. Não somente faz com que pense que você quer ser onipresente, como também igualmente nega todo o efeito refrescante ou revitalizante que sua ausência pode fazer. Aqui estão algumas das outras coisas que você pode estar fazendo sempre que seu parceiro está passando algum tempo sozinho:


- Exigir que o seu parceiro fale com você em intervalos regulares. Isto é bom para uma filha adolescente que vai em seu primeiro encontro, mas não para um adulto totalmente crescido. Esse comportamento é francamente sufocante e colocar o ônus sobre ele para fazer o contato é altamente controlador e manipulador. [Leia também: 9 maneiras eficazes de não ser tão carente e insegura]

- Ouvir os ruídos de fundo. Se você está fazendo isso, então vai além da sufocação e viajou para os reinos da desconfiança. Se os níveis de confiança decair muito além disso, então seu relacionamento se tornará irreparável.

- Criar situações. Isso inclui inventar doenças ou problemas familiares para impedir o seu parceiro de se divertir sem você ou como um esforço para convencê-lo a voltar para casa mais cedo. Isso é chantagem emocional do pior tipo![Leia também: 15 sinais sutis de um namorado controlador]

5. Seu parceiro fica hesitante em estar perto de você. Havia um tempo em que sua outra metade terminaria o trabalho e assim que o relógio batesse 17:00 horas, ele sairia correndo para casa a encontrar com você. Agora ele está terminando o seu trabalho antes de sair do escritório, e está menos ansioso para pegar o ônibus mais rápido possível para casa. Isso pode mostrar que qualquer atividade que não seja tão sufocante como gastar tempo com você é muito mais preferível no livro de prioridades do seu parceiro.

Mesmo que isso signifique fazer hora extra ou voluntariado em causas que seu parceiro não tem tanta convicção assim, ele ou ela vai executa-lo, porque isso significa tempo longe de ser sufocado. É como se ele procurasse qualquer desculpa, não importa o quão estranha, apenas para ficar longe de você.

Quando você identificar esses sinais, você pode necessitar reavaliar a maneira com que você está interagindo com seu parceiro. Pergunte a si mesmo se o que você está fazendo é razoável ou se é francamente sufocante. Depois de obter a sua resposta, você pode trabalhar para uma solução em que você e seu parceiro entrarão em um acordo. [Leia também: 16 maneira fáceis de respeitar a si mesmo em um relacionamento]

Compartilhe no Google Plus


Sobre Luciana Costa

Blogueira, escritora, life coach e coach de relacionamentos. Autodidata aplicada, amo psicologia e filosofia. Gosto de aprender, gosto de ensinar, gosto de ajudar.

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou do Texto? Deixe um comentário!
Obs: todos os comentários são moderados antes de serem liberados e exibidos no blog. Comentários anônimos são aceitos, palavrões e insultos, não. Se desejar comentar anonimamente, assine com um pseudônimo.