6 Motivos Porque Alguns Casamentos Duradouros Terminam em Divórcio

 Fátima Bernardes e Willian Bonner - divórcio depois de 26 anos
Quando vemos noticias como a da separação de Willian Bonner e Fátima Bernardes, que para a maioria das pessoas era um casal "perfeito" e que jamais enfrentariam uma situação de divórcio, muitos se perguntam o que leva um casamento de tantos anos chegar ao fim, de uma hora para outra?

Desde a década de 1970, o divórcio tornou-se comum. Na verdade, a definição de família mudou dramaticamente. Menos de cinquenta por cento das famílias são famílias intactas com a mãe e pai original. Famílias agora incluem  mulheres como chefe de família, casais que vivem juntos e famílias que se desfazem com o divórcio e casam novamente.

Incluído nas taxas de divórcio crescentes são os casamentos de longo prazo. Por que, perguntamos, que alguém se divorcia depois de mais de vinte anos de casamento? Antes de dar uma olhada nas principais razões pelas quais alguns casamentos de longo prazo acabam em divórcio, vamos primeiro ver por que alguns casamentos de longa duração são um sucesso ou apenas "continuam porque estão bem". Lembrando que "Sucesso" significa que ambos os parceiros relatam serem felizes. [Leia também: 13 perguntas a fazer antes de casar]

Há boas razões porque algumas pessoas ficam em casamentos de longo prazo. 

O que faz estes bons e felizes casamentos funcionarem?


Bons e felizes casamentos consistem de pessoas que:

  • Ambos são pessoas realmente felizes e otimistas que sabem como resolver problemas.
  • Resolveram se casar quando mais velhos e mais estáveis em suas carreiras / educação e com mais maturidade.
  • Estão financeiramente confortáveis.
  • Têm graus universitários ou formação técnica.
  • Encontram maneiras de "renovar" a centelha casamento. Alguns casais fazer isso ao viajar, tendo aulas de algum tipo juntos, fazendo um grande projeto em conjunto (a construção de uma casa de sonho, etc.), o voluntariado juntos e, basicamente, encontram um novo interesse compartilhado, etc. [Leia também: Como conquistar o coração de um homem - O segredo revelado]
  • São alegremente envolvidos com seus netos e / ou filhos adultos.
  • Tem boa saúde.
  • Não criticam e rejeitam o outro.
  • Respeitam e gostam um do outro.
  • Resistiram a grandes tensões, tais como problemas financeiros ou emocionais. Em vez desistirem, eles triunfaram sobre estas questões e cresceram.
  • Possuem um fator coringa - suas personalidades são compatíveis para serem felizes juntos![Leia também: Os quatro tipos de temperamento no amor]

Faça uma lista de quais desses itens fazem parte do seu casamento. Agora vamos dar uma olhada porque alguns casamentos infelizes, a longo prazo, continuam.

Por que alguns casamentos longos infelizes, continuam


  • Tem sido dito que algumas mulheres mantém o casamento para não perder o bem estar, o conforto e a segurança de uma casa para morar e não ficar sozinha. Então, algumas pessoas ficam em maus casamentos, porque o divórcio ou a solidão parece pior do que a sua situação atual.
  • Alguns casais concordam em viver vidas separadas enquanto ainda estão legalmente casados. Normalmente, eles concordam com esta disposição por motivos financeiros e psicológicos. Psicologicamente, o cônjuge serve como uma "rede de segurança emocional" no caso de um parceiro precisar de apoio emocional e financeiro. Ou, o casal pode estar cuidando dos netos e precisam ficar juntos por causa deles. De fato, alguns avós concordam em ajudar seus netos como uma maneira de encontrar alegria e de colocar uma "zona separação" entre eles e seu cônjuge.
  • A "vergonha" do divórcio é pior do que o casamento. Alguns casais sentem a pressão social, religiosa e famíliar para ficarem casados. [Leia também: 10 mitos sobre o casamento que as pessoas acreditam]

Por que alguns casamentos longos terminam em divórcio?


  • O casamento nunca foi realmente muito bom e eles esperam pelo divórcio até depois que as crianças estão mais velhas.
  • Um dos cônjuges está tendo um caso e é descoberto. Entre 25-33% dos casamentos não conseguem se recuperar de uma traição. [Leia também: 10 perguntas a fazer antes de terminar um relacionamento por traição]
  • Um dos cônjuges se apaixona por outra pessoa.
  • Um cônjuge não pode mais tolerar o abuso verbal, físico ou sexual. Abusos ainda é um dos mais altos motivos de divórcio entre casais. Muitas vezes, um cônjuge tolera o abuso do outro tempo relativamente longo. O que faz essa pessoa dizer "basta" é: (a) A superação; a pessoa está em terapia que a ajuda a sair de um relacionamento abusivo; (b) Uma ou mais das crianças são "pequenos adultos" que falam o que pensam; e (c) O sistema jurídico finalmente ouviu ou respondeu a queixas, denuncias e / ou penas de prisão.[Leia também: Os sinais do abuso verbal no relacionamento]
  • Um dos cônjuges amadurece e cresce fora do casamento. Essa maturidade pode ser desencadeada por tempo, a morte de um dos pais ou de outra pessoa próxima, novo emprego ou conclusão do ensino / formação que faz com que o cônjuge fique mais independente e financeiramente capaz de sustentar ele / ela mesma.
  • Um parceiro desenvolve problemas sérios que não mudam. Estes tipos de problemas incluem o abuso de substâncias, a instabilidade mental, crimes e outros atos ilegais. 

Você identificou alguns dos problemas nessa parte? Pense no que você quer fazer sobre isso. Lembre-se, cada casamento é diferente. [Leia também: 20 razões para o divórcio que os casais ignoram]


Estou me esforçando ao máximo para ajudar a melhorar os relacionamentos das pessoas. Mas não posso fazer isso sozinha. Você gostou desse texto e te ajudou de alguma forma? Compartilhe!!! Outras pessoas podem gostar também! Esse blog se mantém através da venda de ebooks. Se você acha que vale continuar com esse trabalho, ajudando quem acessa esse espaço, Clique AQUI. Além de adquirir materiais de qualidade, você estará me ajudando a manter esse blog. Obrigada!!!!


http://www.72.mktid5.com/w/1e4ervle7cGg61ZwXe6766f2-6

http://bit.ly/secaoebooks
Compartilhe no Google Plus

Sobre Luciana Costa

Blogueira e escritora independente. Sou amante da literatura e das artes. Também amo minha liberdade, minha família, meus amigos. Gosto de aprender e gosto de ensinar.

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou do Texto? Deixe um comentário!
Obs: todos os comentários são moderados antes de serem liberados e exibidos no blog. Comentários anônimos são aceitos, palavrões e insultos, não. Se desejar comentar anonimamente, assine com um pseudônimo.