20 Razões para o Divórcio que os Casais Ignoram

O divórcio não acontece por acaso. Constrói-se lentamente quando as pessoas ignoram as coisas que mais importam. Leia agora as principais razões para o divórcio.


O divórcio não é uma bolha que está prestes a explodir.

A maioria das pessoas assumem que um divórcio é uma história chocante, algo que te joga para a depressão quando menos se espera.

Talvez, para a família e aos amigos seja algo inesperado.

Mas, para o casal envolvido, é algo que já estava sendo previsto.

A maioria de nós cometemos o grave erro de tomar para si as coisas que mais importam, como uma conquista realizada.

E um casamento, que é uma conquista realizada, tem uma boa chance de acabar em divórcio.

Razões para o divórcio e por que os casais não notam


Divórcio quase nunca acontece de repente.

Problemas constantemente acumulam ao longo do tempo, e em algum momento, o inevitável acontece. Ou, mais uma acusação ou erro se junta a uma bola de neve até chegar ao ponto em que todo o resto vem deixando de funcionar, abalando a fundação do casamento.

O seu casamento tem uma grande chance de ter um final feliz. Mas está tudo nas mãos do casal, que está convivendo diariamente.

Por um longo tempo, eu fui surpreendida pela crise do divórcio. Muitos dos meus próprios amigos e conhecidos já se divorciaram e alguns desistiram de casar porque as estatísticas de divórcio parecem fazer o casamento soar assustador e inútil. Não só no Brasil. Em todo o mundo!

Mas as coisas não devem ser vistas de maneira assustadora. Sim, não é fácil. Mas nada nunca é fácil, não é? É a sua paixão e interesse em algo ou alguém que faz com que seja fácil.

Às vezes, o divórcio pode ser inevitável. Mas trabalhar no sentido de um casamento melhor, ver os sinais quando as coisas estão ficando ruins e fazer um esforço para trazer a relação de volta para o lugar feliz. Isso vai fazer toda a diferença. [Leia também: 10 Mitos Sobre o Casamento Que as Pessoas Acreditam]

Principais motivos para o divórcio em novos casamentos


Você está em um casamento há menos de três anos? Bem, então você, provavelmente, vai sentir algum destes pequenos sinais que podem não parecer insignificantes, para começar.

Você pode ainda estar apaixonado ou pode ter um profundo amor louco para ver quaisquer sinais de um mau casamento. Mas se você se importar em ler esses sinais, observe se os encontra em seu casamento e trabalhe nisso, antes que seja tarde demais.

1. Você acha que é bom demais. Você já se sentiu como se fosse bom demais para o seu parceiro? Ou você acha que você merece alguém melhor do que o seu cônjuge? Pode parecer um pensamento mesquinho e estranho agora, mas a insatisfação com o tempo vai leva-lo a cometer erros que você pode acabar lamentando. Seu cônjuge pode ter muitas grandes qualidades também, só você parar de olhar para si mesmo e dar uma boa olhada nele.

2. Você se sente constrangido. Já se sente como se o casamento é que te impede de alcançar seu
verdadeiro potencial, seja ele uma opção de carreira ou acumulando projetos na cabeceira da cama? Se você se sentir como se fosse bom demais para ser amarrado num casamento, as chances são grandes de você olhar para todas as oportunidades para sair da gaiola quando ninguém estiver olhando.

3. Falta de comunicação. A comunicação não é apenas a conversar em si. A comunicação é  entender um ao outro de forma clara e aprender mais sobre o outro. A maioria dos casais falam, mas não se comunicam. Um relacionamento sem uma boa comunicação é uma bomba prestes a explodir.

4. Expectativas um do outro. Para muitos, o casamento é o próximo passo em outro modo de vida. Mas isso não é o caso para todos. Quando duas pessoas que se amam se casam, têm expectativas em relação ao outro e na relação. E, às vezes, as expectativas não são mútuas e acabam distanciando duas pessoas que não tinham comunicado desejos e expectativas de cada um no momento antes do casamento.

5. Diferença de origens culturais. No início, as grandes diferenças entre famílias e amigos, e diferentes crenças religiosas podem parecer bonito e vale a pena uma luta mesquinha. Mas tudo o que se precisa é de alguns meses de ideias reprimidas e pensamentos opostos para causar estragos em um casamento.

6. Seu parceiro não entende suas necessidades ou desejos. Isto é muito mais comum do que a maioria das pessoas assumem. Enquanto evoluímos como indivíduos, nós temos nossas próprias necessidades e desejos de vida. Você já se sentiu como se o seu parceiro não entendesse a sua paixão ou interesses na vida?

7. Uma mudança brusca no estilo de vida. Um casamento não é apenas um anel ao redor do dedo. É uma vida nova e um novo estilo de vida. Se você não se envolveu  de fato com o outro, você nunca poderá compreender os verdadeiros problemas de convivência. Se você ama seu espaço e privacidade e odeia ter alguém respirando no seu pescoço o tempo todo, talvez morar juntos primeiro seria a melhor maneira de testar as águas, antes de mergulhar fundo.

8. Confiança. Você realmente confia em seu cônjuge? Você acha o seu comportamento suspeito, especialmente quando ele está conversando com um amigo(a) ao telefone? A confiança é um pilar importante no casamento. Se você não pode confiar em seu cônjuge, você definitivamente não pode sobreviver ao casamento.

9. Ciúme e insegurança. A insegurança é um pequeno verme que rasteja em seu coração e cresce ao longo do tempo. Pode ser culpa do seu cônjuge, ou ele pode não ter nada a ver com isso. Ciúme pode ser bonito no início, mas se leva a grandes lutas ou confusões.

10. Personalidades incompatíveis. Às vezes, vocês podem ser duas pessoas perfeitas que são apenas completamente imperfeitas para o outro. Ambos podem partilhar nada em comum e ao longo do tempo, você pode achar que vocês dois estão em melhor situação se divorciando e namorando ou casando-se com outras pessoas.

Principais motivos para o divórcio em casamentos mais longos


Muitas pessoas pensam que os casamentos longos são indestrutíveis. Afinal, eles estão resistindo aos ventos da mudança e sobrevivido a tempestade. Mas, na maioria dos casos, eles apenas aprenderam a conviver com as diferenças.

1. Infidelidade. A ideia de infidelidade quase sempre surge em um casamento em algum momento ou outro. Você poderia encontrar alguém extremamente interessante ou você pode se ver constantemente tentado(a) a trair, quer para a excitação da aventura ou na esperança de satisfazer seus desejos. O que importa aqui é descobrir se a aventura vale a pena.

2. Dinheiro. Dinheiro sempre tem sua maneira de tornar a vida melhor ou tornar a vida pior. Há dois extremos e há o meio termo com o dinheiro. Você está insatisfeito com o salário de seu cônjuge ou no investimento monetário dentro do casamento de alguma maneira? Isso pode começar como um pensamento persistente de início, mas a menos que você fale com o seu cônjuge, vocês podem estar caminhando pela estrada do divórcio ao longo do tempo.

3. Relacionamentos abusivos ou controladores. Se você já se sentiu como se o seu parceiro estivesse tentando controlá-lo(a) ou abusar de você de alguma maneira, é melhor ter uma conversa sobre isso. Às vezes, o seu cônjuge não pode sequer perceber que ele está tentando manipulá-lo(a) ou controlá-lo(a). [Leia também: Os Sinais de Abuso Verbal no Relacionamento]

4. Mudar as prioridades. Um casamento é uma vida de união. E como indivíduos, as nossas prioridades na vida também mudam o tempo todo. Se você quer ter um casamento bem-sucedido e evitar qualquer motivo para o divórcio, aprenda a compreender as prioridades de cada um. Não espere que seu parceiro permaneça o mesmo para sempre. Fale com seu cônjuge e ajudem-se a se tornarem pessoas melhores, e você vai aprender a preservar o amor no casamento.

5. Relacionamentos emocionais. Relacionamentos emocionais são os mais fáceis de acontecer. E, na maioria das vezes, você não pode sequer perceber isso. Você fica muito confortável com um colega no local de trabalho, talvez do sexo oposto? E você sente como se esta pessoa realmente entendesse você e lhe dá o conselho perfeito para todas as suas dúvidas? Ou você se sente muito feliz e aliviado a cada vez que você tem uma longa conversa com esse amigo do sexo oposto?

Se você já sentiu como se conectasse emocionalmente melhor com alguém que não o seu cônjuge, as chances são de você já estar em um caso emocional. Quão ruim ou problemático é, isso é algo que você precisa pensar. Mas não se preocupe, os relacionamentos emocionais são muito mais comuns do que você imagina.

6. Diferença de interesses sexuais. Como relacionamentos crescem, a excitação sexual e o interesse no sexo também começam a mudar. Você vê a mesma pessoa nua todas as noites. É realmente possível se excitar a cada vez que você vê seu cônjuge nu deitado na cama? [Leia também: Perguntas e Jogos para Casais]

Um de vocês pode desfrutar do sexo, enquanto o outro simplesmente não gosta de sexo o tempo todo. Ou talvez, as coisas estão apenas começando a ficar realmente entediantes. Sexo desempenha um papel muito importante em um casamento bem-sucedido. Trabalhe nele e fique melhor para ele.

7. O seu cônjuge não te excita. Isso pode acontecer com os cônjuges que não são fascinados ou impressionados com os seus parceiros. Não é apenas o interesse sexual. Você pode gostar do seu cônjuge como um amigo, mas não há nenhuma paixão ou felicidade quando você está com ele. Vocês apenas vivem juntos, mas levam duas vidas separadas e têm seus bons amigos. E depois de algum tempo, você pode se perguntar por que vocês estão mesmo juntos?

8. Há mais vida do que isso. Você está com medo de que sua vida fique sem sentido com o seu
cônjuge? Vocês estão juntos há vários anos, e ainda não têm memórias ou pensamentos especiais que te excitam. Se você sente que precisa sair e ver o mundo em todas as suas matizes, então talvez uma separação ou uma pausa pode ser o melhor caminho a seguir.

9. Amigos que são ruins para o casamento. Alguns amigos são apenas a pior coisa que pode acontecer a um casamento. Eles, provavelmente, levar vidas solitárias e tristes ou simplesmente não se dão bem com o seu cônjuge. E eles fazem todo o possível para convencê-lo que você pode uma pessoa melhor, se você tentar.

10. Vícios. Vícios são pequenas coisas que atingem dois parceiros de uma maneira complicada. Você tem vícios que incomodam o seu cônjuge, seja sexual ou químico, como drogas e álcool? Vícios podem não afetar as relações diretamente. Mas a sua dependência do vício e a forma como isso afeta sua vida pode afetar o seu casamento. Supere os vícios, ou tente convencer o seu parceiro a apoiá-lo e compreendê-lo melhor enquanto você tenta superar.

Um divórcio é uma cicatriz dolorosa e pode ser evitado com um pouco de esclarecimento. Fique de olho nessas 20 principais razões para o divórcio e se você já viu um pouco da erva daninha de dúvida brotando em seu casamento, faça algo sobre isso. E rápido!


Estou me esforçando ao máximo para ajudar a melhorar os relacionamentos das pessoas. Mas não posso fazer isso sozinha. Você gostou desse texto e te ajudou de alguma forma? Compartilhe!!! Outras pessoas podem gostar também! Esse blog se mantém através da venda de ebooks. Se você acha que vale continuar com esse trabalho, ajudando quem acessa esse espaço, Clique AQUI. Além de adquirir materiais de qualidade, você estará me ajudando a manter esse blog. Obrigada!!!!


http://www.72.mktid5.com/w/1e4ervle7cGg61ZwXe6766f2-6

http://bit.ly/secaoebooks
Compartilhe no Google Plus

Sobre Luciana Costa

Blogueira e escritora independente. Sou amante da literatura e das artes. Também amo minha liberdade, minha família, meus amigos. Gosto de aprender e gosto de ensinar.

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou do Texto? Deixe um comentário!
Obs: todos os comentários são moderados antes de serem liberados e exibidos no blog. Comentários anônimos são aceitos, palavrões e insultos, não. Se desejar comentar anonimamente, assine com um pseudônimo.