Por Que é Difícil Esquecer um Ex Amor?

Estamos todos familiarizados com as pessoas que passaram por um fim de relacionamento, em que os pensamentos persistentes sobre o(a) ex parecem ficar. O relacionamento acabou, as esperanças de reconciliação foram esgotadas, toda a comunicação cessou ... e ainda o(a) ex mantém um lugar especial no coração do ferido. Esta poderia ser uma coisa boa? Nossa aparente relutância em esquecer um ex talvez seja porque queremos manter a nossa capacidade de amar e a sensação de ser amado.

O senso comum diz que nós temos que nos purificar de pensamentos e sentimentos sobre os ex-parceiros. Quando nossos sentimentos amorosos superam a perda após o término, podemos nos sentir confusos e envergonhados. Confusos, porque pensamos que, enquanto um ex está na nossa mente, que nossas vidas românticas estão paralisadas. Envergonhados porque nós confundimos nossos sentimentos amorosos com a vontade de conciliar, de estar com alguém que não nos quer ou que terminou um relacionamento.

Para agravar tudo isto, está o isolamento que podemos sentir, sobretudo se tivermos esgotado a paciência de amigos e familiares. Afinal, eles nos apoiaram nas dificuldades do relacionamento e na separação. Após um determinado período de luto, eles esperam que a gente siga em frente.

Sentimentos de amor por um ex podem continuar por inúmeras razões. Muitas vezes, as pessoas tomam isso como uma indicação para tentar a reaproximação. Às vezes, isso é absolutamente certo. Mas, frequentemente, o amante percebe que seus sentimentos e memórias da imagem interna do ex são muito diferentes dos sentimentos gerados em sua presença real.

Aprender a distinguir entre a imagem interna de um ex e a pessoa real pode levar à apreciação dos nossos próprios sentimentos amorosos. Embora possamos nos sentir constantemente lesionado e com raiva quando na presença de um ex, o nosso mundo interno pode ser capaz de acessar o amor e a compaixão por essa mesma pessoa.

Experimentar nosso amor próprio, através desta imagem interna, pode ser um motivador poderoso durante tempos de luta. Isto é semelhante ao imaginar um pai ou uma mãe ter orgulho de nossas realizações, muito  tempo depois que ele ou ela se foi.

Um ano depois de sua separação, um jovem me explicou que ele imagina sua ex ter orgulho dele quando ele realiza uma tarefa difícil. A imagem interna era de suporte, orgulhoso e confiança. Como um urso de pelúcia de uma criança ou um cobertor imbuído da habilidade especial para consolá-lo, a capacidade criativa do jovem para o amor, despertado no relacionamento, dotou a imagem interna de sua ex com o poder para ajudá-lo através de suas lutas. A imagem interna do relacionamento amoroso que ele e sua ex tiveram durante os melhores momentos juntos era uma representação de sua capacidade de amar.

Durante anos após o fim de cinco anos de romance, uma jovem mulher descreveu como ela continuou a revisitar as memórias de amor que ela tinha de seu ex, o "mundo bolha" especial que tinham criado juntos. Ela se lembra de seu primeiro natal juntos, sozinhos em seu pequeno apartamento, com um galho de árvore encontrado para ser uma árvore de natal e pequenos presentes que eles tinham feito um para o outro. Embora seu ex tivesse terminado com ela, lembrar a sensação de proximidade que ela encontrou nesta relação, permitiu-lhe permanecer ligada à parte amorosa de si mesma.

Nossas vidas são um acúmulo de amores, bem como perdas. Às vezes nós decidimos que queremos novos encontros, tentando superar os fracassos de relacionamentos anteriores. Talvez, em vez de se concentrar no que nós não gostamos sobre nossos antigos amores, pode ser mais útil se concentrar no que nós gostamos e como nós os amamos.

O acúmulo de imagens internas dos amores passados contribuem para um mundo interno mais rico. Estas imagens representam o fôlego do nosso amor próprio. Ficamos mais fortes pela variedade de maneiras em que podemos experimentar em nós mesmos o amor. Como diz o adágio, "nunca se apaixone da mesma forma duas vezes". Estamos nos revelando a nós mesmos através de nossos relacionamentos. Talvez, em alguns aspectos, todos os amores são importantes, permitindo-nos a nós mesmos experimentamos como amar.

Fonte

Estou me esforçando ao máximo para ajudar a melhorar os relacionamentos das pessoas. Mas não posso fazer isso sozinha. Você gostou desse texto e te ajudou de alguma forma? Compartilhe!!! Outras pessoas podem gostar também! Esse blog se mantém através da venda de ebooks. Se você acha que vale continuar com esse trabalho, ajudando quem acessa esse espaço, Clique AQUI. Além de adquirir materiais de qualidade, você estará me ajudando a manter esse blog. Obrigada!!!!
Compartilhe no Google Plus

Sobre Luciana Costa

Blogueira e escritora independente. Sou amante da literatura e das artes. Também amo minha liberdade, minha família, meus amigos. Gosto de aprender e gosto de ensinar.

6 comentários:

  1. Por isso sempre procuramos não cometer o mesmo erro ou ser vítima dele duas vezes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um relacionamento que não deu certo nos dá lições importantes para fazer melhor na proxima vez.

      Excluir
  2. Fica como se fosse uma cicatriz...VC olha e vem a lembranca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é verdade. Mas precisamos seguir em frente e tirar as experiências boas para nosso crescimento.

      Excluir
  3. Difícil seguir em frente, mas simbora.

    ResponderExcluir

Gostou do Texto? Deixe um comentário!
Obs: todos os comentários são moderados antes de serem liberados e exibidos no blog. Comentários anônimos são aceitos, palavrões e insultos, não. Se desejar comentar anonimamente, assine com um pseudônimo.