O Que Fazer Após uma Briga com um Amigo

Se você teve uma discussão com um amigo, acalme seu coração. Ocasionalmente, desentendimentos com o seu amigo é normal. Quaisquer pessoas em um relacionamento (amizade ou não) vão discordar de vez em quando. A chave é ser capaz de argumentar de forma saudável. Se o problema é mais do que apenas uma simples discordância, aqui estão algumas dicas que podem ajudar.

A primeira coisa que você deve fazer depois de uma discussão é dar um pouco de espaço. Você pode precisar de um ou dois dias para se acalmar e olhar para a situação de um ponto de vista mais objetivo. Não deixe passar muito mais tempo do que isso, porque muito tempo vai realmente fazer o problema crescer.

O período de reflexão depende das pessoas envolvidas. Se você e seu amigo podem colocar os sentimentos de lado facilmente, vocês podem passar para a fase da conversa. Mas se os argumentos estavam cheios de raiva, levará algum tempo para que tenham uma nova perspectiva afim de que vocês possam falar sobre as coisas com calma e com o estado de espírito certo.

Olhe para a situação do ponto de vista do seu amigo


Depois de alguns dias, entre em contato com o seu amigo e peça para analisar as coisas. Há uma chance de que seu amigo possa não estar pronto para falar, e se esse é o caso, aqui estão algumas coisas que você pode dizer:

- "Eu quero ter certeza que eu entendo o que você quer dizer."

- "Sua amizade é importante para mim."

- "Eu quero ouvi-lo."

Se você ainda está com raiva, pode demorar a fazer algum esforço para dizer ao seu amigo que você vai ouvir o que ele tem a dizer, mas esta é a chave para avançar depois de uma briga. Você terá de permanecer em silêncio enquanto ele repete algumas das mesmas coisas que já disse antes, mas tente e ouça com a mente aberta. Veja se você pode ver as coisas do ponto de vista do seu amigo antes de fazer o julgamento.

Às vezes as pessoas ficam frustradas quando sentem que não estão sendo ouvidas, por isso ouça atentamente o que está sendo dito. Não fique esperando por uma pausa na conversa para que você possa falar. Concentre-se em tudo o que o seu amigo está dizendo, verbal e não verbal. É importante encontrar o seu amigo em um local privado, onde vocês não serão interrompidos e onde cada um de vocês se sentirão à vontade para falar abertamente.

Dicas de e-mail a um amigo depois de uma discussão


Às vezes é mais fácil enviar um e-mail o seu amigo depois de uma discussão, em vez de conversar
pessoalmente. Isso é bom, desde que você tenha tempo para ligar ou encontra-lo mais tarde. A fim de corrigir verdadeiramente as coisas, você precisa ouvir a voz de seu amigo e ter uma noção de como ele realmente está. Emails podem ser difíceis de interpretar, pois você não terá as pistas não verbais ou mesmo a entonação da voz, para ajudá-lo.

Tendo dito isso, no entanto, o email é uma boa opção para ajudar a quebrar o gelo depois de uma discussão. Ao enviar, mantenha algumas coisas em mente:

1. Comece o e-mail, expressando seu desejo de resolver as coisas. Não reitere o ponto que você estava tentando dizer. O objetivo do primeiro e-mail enviado após uma briga é simplesmente preencher a lacuna, e não continuar o seu ponto de vista através de e-mail.

2. Use um pouco de humor. Zombe de si mesmo ou da situação, em vez de enfatizar o problema que você está tentando resolver.

3. Termine o e-mail com uma sugestão concreta para atender. Diga algo como: "Que tal a gente conversar sobre isso depois do trabalho na sexta-feira?" em vez de "Vamos discutir isso qualquer dia desses."

4. Não deixe muito tempo passar após o e-mail sem falar com o seu amigo, pessoalmente ou no telefone. Se você tentar resolver a situação só via e-mail, as coisas provavelmente serão deixadas de dizer e continuará a ser um ponto de atrito com a sua amizade.

Depois que você ouviu, em seguida, fale


Depois de ter a chance de escutar o que seu amigo tem a dizer, então você pode falar de seus próprios pontos e sentimentos. No entanto, depois de ouvir o seu amigo desabafar, talvez você pode não precise falar. Às vezes, basta ver as coisas de uma perspectiva diferente, colocada uma nova rodada de argumentos, e então você não vai sentir a necessidade de "dizer ao seu lado."

Se, após o seu amigo lhe contar suas preocupações, ele ainda não entender o seu lado das coisas, então será o momento de perguntar se ele pode ouvi-lo. Neste ponto é que ambos devem ter a calma o suficiente para ouvir. Quando você expor as suas preocupações, faça de uma forma que não seja uma acusação. Fale sobre como você se sente e não o que o seu amigo fez.

Por exemplo, um início eficaz poderia ser: "Eu me senti triste quando vi que você não compareceu no meu chá de bebê" em vez de "Por que você não veio no meu chá de bebê?."

Se for evidente que o seu amigo não queira resolver as coisas, sua amizade pode não ser tão forte como você pensou que era. Talvez o seu amigo tenha pensamentos negativos subjacentes sobre a sua amizade já há algum tempo e que a recente discussão seja apenas uma desculpa para me afastar de você.

Estou me esforçando ao máximo para ajudar a melhorar os relacionamentos das pessoas. Mas não posso fazer isso sozinha. Você gostou desse texto e te ajudou de alguma forma? Compartilhe!!! Outras pessoas podem gostar também! Esse blog se mantém através da venda de ebooks. Se você acha que vale continuar com esse trabalho, ajudando quem acessa esse espaço, Clique AQUI. Além de adquirir materiais de qualidade, você estará me ajudando a manter esse blog. Obrigada!!!!


http://www.72.mktid5.com/w/1e4ervle7cGg61ZwXe6766f2-6

http://bit.ly/secaoebooks



Compartilhe no Google Plus

Sobre Luciana Costa

Blogueira e escritora independente. Sou amante da literatura e das artes. Também amo minha liberdade, minha família, meus amigos. Gosto de aprender e gosto de ensinar.

2 comentários:

  1. Ja perdi amizade de amigos pq nao sabem cvs. Isso é lamentavel! E poe em questionamento a veracidade de uma amizade...

    Mto bom o texto! O Blog está ótimo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente a falta de diálogo pode por fim a muitas amizades. Ao mesmo tempo, há de se questionar se eram realmente amigos.

      Obrigada, Suzana!!!!

      Excluir

Gostou do Texto? Deixe um comentário!
Obs: todos os comentários são moderados antes de serem liberados e exibidos no blog. Comentários anônimos são aceitos, palavrões e insultos, não. Se desejar comentar anonimamente, assine com um pseudônimo.