5 Passos para uma Melhor Higiene Emocional

Se você não sabe o que a higiene é emocional, não se preocupe; a maioria das pessoas não sabem. Aqui está uma breve definição:

Da mesma maneira que a higiene dental envolve escovar os dentes e usar fio dental todos os dias, a higiene pessoal envolve a limpeza nós mesmos e o cuidar de lesões físicas quando ocorrem, a higiene emocional refere-se a estarmos atentos à nossa saúde psicológica e adotar breves hábitos diários para monitorar e tratar feridas psicológicas quando acontecem.

Atualmente, nossa negligência geral da nossa higiene emocional é profunda. Como é que nós gastamos mais tempo a cada dia a cuidar dos nossos dentes do que as nossas mentes? Nós escovamos e passamos fio dental, mas qual é a atividade diária que devemos fazer para manter nossa saúde psicológica?

Eu diria que as consequências da falta de higiene emocional são tão ruins como a falta de higiene dental. Entretanto, o que você prefere: perder um dente ou a sua mente?

Na verdade, parece que toda a nossa atenção vai para a nossa saúde física com nenhuma sobra para a nossa saúde psicológica. Quantos hábitos você adotou e mudou ao longo dos anos para melhorar a sua saúde física? Todas as constantes mudanças de práticas alimentares e exercício, regimes; auto exames da mama ou câncer de próstata, check-ups anuais, terapias físicas e os muitos remédios que usamos para as dores.

Agora pergunte-se que hábitos que você adotou para melhorar a sua saúde psicológica: Você monitora danos psicológicos, tais como falhas ou rejeições, para se certificar de sua recuperação da auto estima e valores? Você está ciente dos impactos negativos da sua resistência emocional? Você sabe como sair de um ciclo de ruminação e pensamentos negativos sobre eventos angustiantes? As possibilidades de respostas a estas perguntas é: não.

Para começar, aqui estão cinco dicas para melhorar a sua higiene emocional: 

1. Preste atenção à dor emocional 

Se uma dor física não melhorar em poucos dias, você provavelmente tomará algum tipo de ação. O mesmo deve acontecer quanto a dor psicológica. Se você está sofrendo emocionalmente durante vários dias por causa de uma rejeição, um fracasso, de mau humor ou qualquer outro motivo, isso significa que você está  sofrendo uma ferida psicológica e você precisa tratá-la com ajuda de profissionais, como os psicólogos.

2. Pare o sangramento emocional

Muitas feridas psicológicas lançam círculos viciosos que só pioram a dor. Por exemplo, a falha pode levar a uma falta de confiança e sentimentos de desamparo que apenas tornam maior a probabilidade de falhar novamente no futuro. Tendo consciência destas consequências, pegando esses círculos negativos e parando a hemorragia emocional corrigindo-os, é crucial em muitas dessas situações.

3. Proteja sua auto estima

Nossa auto estima funciona como um sistema imunológico emocional, o que pode nos servir de tampão e nos dá uma maior resistência emocional. Portanto, devemos ter o hábito de monitorar a nossa auto estima, impulsionando-a quando estiver baixa e evitando pensamentos negativos do tipo que danifica ainda mais.

4. Batalhe contra pensamentos negativos

É natural pensar em eventos angustiantes, mas quando o nosso pensamento se torna repetitivo não estamos mais buscando a resolução de problemas, estamos a ruminar. Ruminação pode sair muito caro para a nossa saúde psicológica, bem como para a nossa saúde física e pode nos colocar em risco de depressão clínica e até mesmo a doença cardiovascular. Temos que batalhar contra os pensamentos negativos e evitar cair no hábito de excesso de foco em eventos angustiantes.

5. Torne-se informado sobre o impacto das feridas psicológicas

Há muito mais que precisamos aprender sobre higiene emocional e como tratar feridas psicológicas. Felizmente, muita informação está disponível neste blog, bem como em qualquer outra parte da internet. Quando você aprende como tratar feridas psicológicas e ensina os seus filhos a fazê-lo não só vai aumentar a resistência emocional como também você vai prosperar.


http://hotmart.net.br/show.html?a=J1615014L
Compartilhe no Google Plus

Sobre Luciana Costa

Blogueira e escritora independente. Sou amante da literatura e das artes. Também amo minha liberdade, minha família, meus amigos. Gosto de aprender e gosto de ensinar.

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou do Texto? Deixe um comentário!
Obs: todos os comentários são moderados antes de serem liberados e exibidos no blog. Comentários anônimos são aceitos, palavrões e insultos, não. Se desejar comentar anonimamente, assine com um pseudônimo.