As 10 Perguntas Mais Importantes que Você Pode se Fazer Hoje

Todo mundo tem os mesmos desejos e necessidades básicas. Ao longo dos anos eu comecei a conhecer milhares de pessoas de diferentes origens étnicas, de diferentes cidades e países, que vivem em diferentes níveis sócio econômicos e, acredite em mim, cada um de nós, basicamente, queremos as mesmas coisas. Queremos validação, amor, felicidade, realização, dinheiro e esperanças para um futuro melhor. A nossa forma de buscar essas necessidades é onde as coisas se ramificam, mas os fundamentos são os mesmos.

Pense sobre isso. Se eu lhe perguntar: "Rapidamente, em uma frase, o que você mais quer da vida?" Eu aposto que sua resposta rápida seria algo como: "Eu quero ser feliz e ter uma família saudável,  uma carreira que eu goste e que pague bem, etc." A resposta vai ser tão comum e onipresente que basicamente nem sequer quer dizer alguma coisa. É precisamente por isso que perguntas como esta não são muito úteis. E, no entanto, esta é exatamente o tipo de pergunta que muitas vezes nos perguntamos.

Então, que tipo de perguntas você pode fazer em vez dessa? Perguntas que irão forçá-lo a um canto. Perguntas que ajudem você a abraçar os sacrifícios que serão necessários para chegar onde você quer ir. Perguntas que irão motivá-lo a concentrar-se no próximo passo. Em outras palavras, perguntas como ...

1. Pelo que vale a pena sofrer? - Se você quer os benefícios de algo na vida, você tem que também querer os custos. Se quiser uma barriga tanquinho, você tem que querer o suor, os músculos doloridos, o início da manhã na academia e as refeições controladas. Se você deseja um negócio bem sucedido, você tem que também querer trabalhar até tarde da noite, tomar decisões arriscadas, bem como a possibilidade de falhar cinquenta vezes para aprender o que você precisa saber para ter sucesso. Se você está querendo algo, mês após mês, ano após ano, mas nada acontece e você nunca se aproxima disso, então talvez o que você realmente quer é apenas uma idealização, uma fantasia e uma falsa promessa. Talvez você realmente não queira alcançar, porque você não está disposto a sofrer e ter o trabalho que vai demorar para alcançá-lo.

2. Baseado em minhas rotinas e ações cotidianas, onde espero estar daqui a cinco anos? - Esta questão é a continuação da primeira. Se você tem uma ideia sobre como você quer que o próximo capítulo de sua vida se pareça, você tem que fazer as coisas que apoiem esta ideia a cada dia. Uma ideia, afinal, não vai fazer nada por você até que você faça algo produtivo com ela. De fato, enquanto que a grande ideia está apenas sentada em sua cabeça, ela estará fazendo muito mais mal do que bem. Sua mente subconsciente sabe que você está procrastinando em algo que é importante para você. O trabalho necessário que você mantém adiando a realização dessa ideia causa o estresse, a ansiedade, o medo e, geralmente, mais procrastinação - um ciclo vicioso que continua a piorar até que você interrompa com a ação. 

3. O que eu preciso gastar em mais ou menos tempo a fazer daqui para frente? - A maioria de nós gastamos tempo demais sobre o que é urgente e não o suficiente sobre o que é importante. Em outras palavras, a produtividade não é apenas sobre fazer as coisas, trata-se de obter as coisas certas. No final de cada dia, olhe como você gastou seu tempo e ajuste a alocação conforme necessário para amanhã. Faça o seu melhor para se livrar da complexidade do seu cronograma para que você possa passar mais tempo com as coisas que importam. Isto significa ajuste fino nas tarefas essenciais, para que você seja deixado com apenas as que agregam valor à sua vida. E, acima de tudo, saber quando deixar de lado as coisas importantes para se dedicar as coisas vitais, como a família.

4. A serviço de quê? - Como Viktor Frankl, de forma tão eloquente, disse: "Não visem o sucesso. Quanto mais você apontar para ele e torná-lo um alvo, mais você vai perdê-lo. O sucesso, como a felicidade, não pode ser perseguido, deve segui-lo, e ele será o efeito colateral não intencional de sua dedicação pessoal a uma causa maior que si mesmo." Então, pense grande. Seja uma parte de algo maior que si mesmo. Isto pode ser qualquer coisa. Algumas pessoas tomam um papel ativo na política da sua cidade, alguns encontram refúgio em sua fé ou na família, alguns se juntam a clubes sociais de apoio a causas que se identificam e outros encontram a paixão em suas carreiras. Em cada caso, o resultado psicológico é o mesmo. Eles se envolvem em algo que acreditam fortemente. Este envolvimento traz felicidade, sucesso e significado em suas vidas.

5. O que eu estou fingindo que não sei? - Negação da realidade sempre volta para assombrar. Há duas

maneiras de ser enganado por seu próprio subconsciente. Uma é acreditar que não é verdade; a outra é recusar a acreditar que é verdade. Ambas são formas trágicas de auto engano, porque a pessoa que mente para si mesma e dá ouvidos as suas próprias mentiras chega a um ponto que ela não pode distinguir a verdade dentro dela, ou em torno dela, e assim perde o respeito por si mesma e para com os outros com quem ela se importa. Não seja essa pessoa. Todas as possibilidades se abrem quando paramos de nos enganarmos.

6. Quais traumas antigos ainda estão me prendendo hoje? - Demasiadas vezes deixamos os traumas do nosso passado ditar cada movimento que fazemos. Nós literalmente não nos conhecemos para sermos melhor do que aquilo que alguma pessoa opinativa ou as circunstâncias limitadas nos disse ser verdade. É claro, um erro não quer dizer que não somos bons o suficiente; significa apenas que alguma pessoa ou circunstância do nosso passado não alinhou com o que tínhamos para oferecer no momento. Isso significa que foram agraciados com mais tempo para melhorar a nossa coisa - para construir em cima de nossas idéias, para aperfeiçoar o nosso ofício e entrar mais profundamente no trabalho que nos move. Não deixe que velhos traumas fixem residência permanente em sua cabeça. Expulse-as para fora de sua vida.

7. O que eu não quero que os outros saibam sobre mim? - Esta questão deixa o coração cheio de inseguranças. Deixe-me lembrá-lo de que os problemas e as falhas são uma parte da vida de todos. Se você tentar escondê-los, você não dará as pessoas em sua vida uma chance de realmente conhecê-lo e amá-lo. E você permitirá que pequenos problemas escalem e dominem a sua autoconfiança. Quando você cometer um erro, pode ser irritante, mas não o enterre. Esteja aberto sobre isso, encare e siga em frente. Nossos problemas são realmente nossas bênçãos se nós usarmos para crescermos mais forte. E, em última análise, as pessoas que estão em sua vida verão os seus problemas e falhas simplesmente como sinais de que você é tão humano quanto eles são.

8. As pessoas ao meu redor me ajudam ou me atrapalham? - Uma grande parte do que você se torna na vida tem a ver com quem você escolhe para estar do seu lado. E como você sabe, é melhor estar sozinho do que mal acompanhado. Você simplesmente não pode esperar viver uma vida positiva se você se cercar de pessoas negativas. Distanciar-se dessas pessoas nunca é fácil, mas é muito mais difícil quando elas são amigos íntimos ou membros da família. Por mais difícil que possa ser, é algo que você precisa resolver. Até certo ponto, você não escolhe quem entra em sua vida, especialmente no que se refere a seus familiares e amigos de infância, mas você decide com quem você gastará a maior parte de seu tempo. [Leia: 9 Sinais de Alerta: Você Está em Má Companhia.]

9. Como os meus "deveres" estão ficando no caminho dos meus "bens"? - Os desejos do nosso ego muitas vezes estão em conflito com as emoções do nosso coração. Encontre o equilíbrio entre o planejamento e a execução - entre esforço e a valorização. Trabalhe duro, mas não vá à procura de algo melhor a cada segundo. Você deve estar disposto a afrouxar o seu controle sobre a vida que você tem planejado para que possa desfrutar a vida que está esperando por você neste momento. Pode não ser tudo que você quer para o seu futuro, mas é tudo que você precisa agora. Experimente-o e aprecie-o.

10. Quanto vale um sorriso no rosto agora? - Como Shawn Achor descreve em seu livro A Vantagem da  Felicidade, um estudo científico recente mostrou que os médicos que são colocados em um estado de espírito positivo, antes de fazer um diagnóstico consistente, experimentam aumentos significativos de suas capacidades intelectuais do que os médicos em um estado neutro, o que lhes permite fazer diagnósticos precisos quase 20% mais rápido. O mesmo estudo, em seguida, deslocou-se para outras vocações e descobriu que os vendedores otimistas vendem mais que seus colegas pessimistas, um aumento de mais de 50%. Estudantes preparados para se sentirem felizes antes de fazerem testes de matemática superaram substancialmente os de atitude neutra. Assim, verifica-se que as nossas mentes estão literalmente programadas para executar o seu melhor, não quando elas são negativas, ou mesmo neutras, mas quando elas são positivas.

Conclusão

Em um determinado momento, a vida está cheia de perguntas sem respostas, mas é a coragem de procurar essas respostas que continuam a dar sentido à vida. Honestamente, você pode passar a vida chafurdando em desespero, perguntando por que você foi o único que foi levado por uma estrada cheia de problemas e confusão ou você pode ser grato porque você é forte o suficiente para sobreviver e avançar.

Então, quais das perguntas acima tem mais a ver com você? Por quê? Deixe um comentário abaixo e compartilhe seus pensamentos e ideias com a gente.
Compartilhe no Google Plus

Sobre Luciana Costa

Blogueira e escritora independente. Sou amante da literatura e das artes. Também amo minha liberdade, minha família, meus amigos. Gosto de aprender e gosto de ensinar.

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou do Texto? Deixe um comentário!
Obs: todos os comentários são moderados antes de serem liberados e exibidos no blog. Comentários anônimos são aceitos, palavrões e insultos, não. Se desejar comentar anonimamente, assine com um pseudônimo.